e-commerce cresce apesar da crise

Buscar

Marketing

Publicidade

e-commerce cresce apesar da crise

Varejo digital faturou R$ 18,6 bilhões no primeiro semestre, segundo WebShoppers, o que representou alta de 16%


19 de agosto de 2015 - 5h22

O comércio eletrônico brasileiro fechou o primeiro semestre de 2015 com um faturamento de R$ 18,6 bilhões, crescimento nominal de 16% em relação ao mesmo período de 2014, quando foi registrado R$ 16,1 bilhões. Os dados são da 32ª edição do relatório WebShoppers, levantamento do setor feito pela E-bit/Buscapé, unidade especializada em informações do comercio eletrônico do Buscapé Company.

O resultado foi impulsionado, principalmente, pelo crescimento do tíquete médio das compras, que subiu 13% e atingiu o patamar de R$ 377. A alta é fruto do aumento dos preços e do maior volume de vendas em categorias como eletrodomésticos e telefonia.

A pesquisa projeta que o e-commerce alcançará um faturamento de R$ 41,2 bilhões ao final do exercício, valor 15% maior sobre o do ano passado. O número de pedidos deve crescer 5% e chegar a 108,2 milhões até o final do ano. Nos primeiros seis meses de 2015, 17,6 milhões de pessoas fizeram, ao menos, uma compra em lojas virtuais brasileiras, contabilizando 49,4 milhões de pedidos.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”