Investimento em software aumentou 65% desde 2010

Buscar
Publicidade

Marketing

Investimento em software aumentou 65% desde 2010

Estudo Global Innovation 1000 aponta que o investimento no setor deve crescer ano a ano, com empresas como Apple, Google, Volkswagen e Amazon encabeçando esse processo


25 de outubro de 2016 - 12h50

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Foi divulgada esta semana a 12ª edição do estudo Global Innovation 1000, elaborado pela Strategy&, consultoria estratégica da PwC. O estudo aponta que os investimentos das empresas em pesquisa e desenvolvimento de produtos físicos estão diminuindo ano a ano, enquanto os recursos para P&D (pesquisa e desenvolvimento) de softwares e serviços aumentam cada vez mais.

Entre 2010 e 2015, o investimento para criação de novos softwares e serviços foi de 54% para 59% do orçamento de P&D das empresas. Em 2020, esse valor deve chegar a 63%. Nos últimos cinco anos, o valor total dos investimentos na área foi de US$ 86 bilhões para US$ 142 bilhões.

O Global Innovation 1000 deste ano também identificou as 1000 companhias públicas que mais investiram em pesquisa e desenvolvimento no último ano, responsáveis por 40% do investimento global em P&D. A lista das empresas que mais inovaram é liderada pela Apple, com um investimento de U$ 8,1 bilhões. Em seguida, estão Google (Alphabet Inc.) e 3M. Já a Volkswagen lidera o ranking das empresas que mais gastam com P&D, seguida por Samsung e Amazon. A lista também conta com três brasileiras: a Embraer (562ª posição), a Vale (265ª) e a Petrobras (224ª).

O levantamento mostra ainda que as empresas que tiveram maior crescimento de receita investiram 25% a mais no orçamento de P&D, em relação a empresas com crescimento mais lento. Entre as principais razões para essa mudança no perfil do investimento está o desejo das empresas em manter a competitividade, aumentar a geração de receitas, manter a expectativa dos clientes, aumentar o lucro e acessar mercados inexplorados.

“O crescimento no investimento em inovação em software decorre da resposta das empresas à mudança na sociedade, que está cada vez mais digital”, disse em comunicado Eduardo Fusaro, diretor da Strategy&. “O softwares hoje estão cada vez mais poderosos e são cada vez mais usados para conectar produtos, fabricantes e consumidores via Internet das Coisas.”

Esse contexto também privilegia a contratação de profissionais voltados a área de desenvolvimento de software. Em 2020, espera-se que a proporção de empresas com predomínio de engenheiros de computação deve subir de 8% para 16%.

O estudo mostrou que, em 2018 o setor de Saúde irá superar Computação e Eletrônica para se tornar a indústria com maior investimento em P&D, no valor médio de US$ 165 bilhões. Já a indústria de Software e Internet deve ultrapassar o setor Automotivo. Ao todo, as empresas analisadas investiram US$ 679,8 bilhões no ano passado. Ainda, 7 a cada 10 transações no mercado nos últimos cinco anos tiveram como objetivo aumentar a capacidade das empresas na área de software.

Publicidade

Compartilhe