Campanha busca patrocinador para o Cine Belas Artes

Buscar

Marketing

Publicidade

Campanha busca patrocinador para o Cine Belas Artes

Liderado por Apro e Sindicato da Indústria Audiovisual de SP, movimento quer evitar fechamento de espaço cultural

Bárbara Sacchitiello
15 de março de 2019 - 18h19

(Crédito: Reprodução)

Um dos espaços de cinema mais tradicionais da cidade de São Paulo, o Cine Belas Artes está, novamente, sem patrocinador. Desde 2014, o espaço cultural possuía um contrato de patrocínio com a Caixa – que, pelo acordo de naming right, passou a nomear o complexo como Caixa Belas Artes. No final de fevereiro, no entanto, o banco informou que não renovaria a parceria.

Para tentar atrair um novo patrocinador para o espaço cultural, a Associação Brasileira de Produção de Obras Audiovisuais (Apro), em conjunto com o Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp), anuncia um movimento que visa conscientizar a sociedade a respeito da importância do cinema e, ao mesmo tempo, atrair uma nova empresa patrocinadora ao local.

As entidades marcaram uma manifestação para domingo, 17, às 13h, em frente ao Cine Belas Artes. Para isso, estão convocando, pelas redes sociais, as pessoas para se juntarem à causa por meio da hashtag #VidaLongaAoBelasArtes. Segundo o comunicado, a ideia do movimento é atrair um patrocinador para um contrato de naning right com o espaço cultural.

Aberto em 1967 na região da Consolação, o Cine Belas Artes chegou a ficar fechado entre os anos de 2011 e 2014 pela razão de falta de patrocinadores. A situação mudou quando, com apoio da Prefeitura de São Paulo, que ajudou nas negociações, a Caixa fechou um contrato para dar seu nome ao local.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Cinema

  • Campanha

  • patrocínio

  • Caixa

  • Cine Belas Artes

  • Naming right

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”