Rio2C terá áreas voltadas a livros e educação

Buscar

Marketing

Publicidade

Rio2C terá áreas voltadas a livros e educação

Evento acontecerá entre os dias 5 e 10 de maio, no Rio, e contará com mais de 1000 palestrantes e 800 horas de conteúdo

Teresa Levin
15 de janeiro de 2020 - 14h35

Rafael Lazarini apresentou as novidades do Rio2C 2020 (Crédito: Teresa Levin)

Após incluir em sua programação a Casa das Marcas e o BrainSpace em 2019, a organização do Rio2C, o Rio Creative Conference, anuncia a chegada de duas novas áreas na edição de 2020. O mercado editorial será o foco da StoryVillage enquanto a educação será debatida no Summit Educa. As novidades foram anunciadas por Rafael Lazarini, criador da conferência, em um evento de lançamento do Rio2C 2020, nesta quarta-feira, 15, no Rio de Janeiro. O Rio2C 2020 acontecerá entre 5 e 10 de maio, na Cidade das Artes, no Rio.

Este ano, em 800 horas de conteúdo e com a participação de mais de 1000 palestrantes o evento abordará sete temáticas principais: Artes, Mídia e Entretenimento; Cidades do Futuro e o Futuro da Sociedade; Novo Consumo e Tendências; Energia e Impacto Sócio-ambiental; Educaçāo e Qualificação Profissional; Alimentação, Saúde e Bem Estar; e Transformação das Empresas e Empregos.

“Este é o primeiro ano de uma década em que veremos a maior transformação de nossas vidas, em um velocidade de mudança que só aumenta. Temos que estar preparados para isso”, destacou Lazarini, lembrando ainda  que, como diz o slogan do evento  – “It´s all conected” – é fundamental existir uma integração entre as mais diversas áreas no cenário atual e no que se delineia para os próximos anos.

Foi justamente pensando nisso que a organização apresenta pela primeira vez a StoryVillage – o livro além do livro, espaço que quer lançar um novo olhar sobre  mercado editorial, estimulando o  diálogo sobre o futuro do setor. Ele contará com uma área para palestras, um café e uma livraria. Ao todo, serão mais de 50 horas de conteúdo em 45 paineis, com a participação de 90 palestrantes. A curadoria é de Martha Ribas, Ana Paula Costa e Camila Perlingeiro, sócias-fundadoras da mapa.lab.  “Os livros também passam por um momento de mudança e é urgente que todos deste mercado se juntem para discutir isso. Como vamos ler nos próximos anos? A tecnologia abriu uma oportunidade enorme para o negócio do mercado editorial”, observou Martha.

Já o o Summit Educa terá como pauta o futuro da educação sob o ponto de vista de educadores, estudantes, empreendedores e especialistas da área. Cases inovadores e modelos diferenciados que estão alcançando sucesso estarão nos painéis do espaço destinado à educação. Voltado não só para executivos e gestores do segmento, mas também para startups, produtores de conteúdo e entusiastas do assunto, o novo simpósio será realizado no primeiro dia do evento e fará um mergulho em temáticas e novas formas de pensar o futuro da educação. Os assuntos abordados incluem cidades educadoras; estudantes visionários; edutainment e educação 5.0. A comunicóloga e autora Rakel Cogliatti assina a curadoria do Summit Educa.

Este ano, o Rio2C seguirá estruturado em três pilares: Conferência, Mercado e Festival. Enquanto os dois primeiros são voltados primordialmente para profissionais da indústria criativa, o último oferece uma série de experiências destinadas a estudantes, universitários e recém-formados. Mais uma vez, a parte de conferência engloba diversos painéis dedicados aos setores do audiovisual, inovação, música, ciência, mídia, marcas e educação. Composta por 16 áreas de programação e com a participação de mais de mil palestrantes, as conversas pretendem jogar luz sobre a transformação da sociedade e novas possibilidades para o futuro.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Rafael Lazarini

  • Rio2C

  • Criação

  • Inovação

  • eventos

  • Rio2C

  • industria criativa

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”