Carnaval de SP: quase R$ 1 bilhão ao comércio

Buscar

Marketing

Publicidade

Carnaval de SP: quase R$ 1 bilhão ao comércio

Antes exportadora de turistas, cidade agora vê a economia local aquecida pela folia


7 de fevereiro de 2020 - 12h16

Bloco Tarado Ni Você (foto) é um dos 796 que devem desfilar na capital paulista (Crédito: Victor Moriyama/ Getty)

No ano passado, segundo a FecomercioSP, o carnaval na capital paulista movimentou R$ 720 milhões. Para 2020, a estimativa da entidade é de que o número chegue a R$ 906 milhões, considerando comércio e serviços nos dias de festa.

O Carnaval movimenta desde as lojas de fantasias e comerciantes nem sempre regularizados, como os ambulantes, mas também tem impacto sobre bares, hotelaria e o varejo como um todo. Para o varejo, a projeção da federação é de alta de 5% nas vendas em fevereiro, com maior fomento de lojas de vestuário e dos supermercados, com altas, respectivas de 2,5% e 6%.

Mas a entidade observa que a inflação estará 2,58% acima do registrado há um ano – índice puxado pelo aumento do preço da carne, que subiu 27% e mesmo agora no feriado deve inibir  a realização do churrasco, caso o consumidor deseje manter os gastos sob controle. Já o preço de refrigerantes e águas caíram 5,88% e o da cerveja, 4,11%.

Mariana Aldrigui, presidente do Conselho de Turismo da FecomercioSP, ressalta que esse desempenho comercial do carnaval paulistano está atrelado ao número recorde de blocos, levando a cidade ao topo da lista de maior carnaval de rua do Brasil. Isso reverte um movimento – antes da regulamentação dos blocos pela prefeitura – que era o de exportação de turistas para outras cidades e estados e, consequentemente, movimento fraco no comércio da cidade.

Informações da prefeitura de São Paulo confirmam sua percepção: este ano a cidade terá 796 blocos em 861 desfiles, contra 464 blocos e 490 desfiles realizados em 2019. A expectativa este ano é de que 15 milhões de pessoas curtam a festa nas ruas de São Paulo e o movimento financeiro na cidade, segundo estimativa do governo municipal é ainda maior que a da FecomercioSP: R$ 2,6 bilhões, o que inclui os desfiles no Sambódromo do Anhembi.

A Ambev é a patrocinadora oficial do carnaval de São Paulo, no qual investirá R$ 21,9 milhões, ante os R$ 16 milhões que investiu ano passado. Já o aporte da própria prefeitura teve uma redução, de R$ 39,7 milhões em 2019 para R$ 36,6 milhões este ano.

(*) Crédito da imagem no topo: Reprodução

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • mariana aldrigui

  • fecomerciosp

  • Consumo

  • comércio

  • Economia

  • Carnaval

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”