Izay lidera integração de Aol e Yahoo no Brasil

Buscar

Mídia

Publicidade

Izay lidera integração de Aol e Yahoo no Brasil

Oath deverá manter marcas na relação com o mercado e outras plataformas internacionais poderão chegar ao País

Igor Ribeiro
6 de julho de 2017 - 11h56

A Oath, fruto da fusão entre Aol e Yahoo, oficializou André Izay no comando da empresa no Brasil. Com 11 anos de Yahoo e desde 2008 dirigindo a operação local, o executivo vai coordenar a integração das empresas adquiridas pela telecom americana Verizon em 2015 (Aol, por US$ 4,4 bilhões) e em 2016 (Yahoo, por US$ 4,5 bilhões).

 

André Izay, que passa a responder pela Oath no Brasil (Crédito: Divulgação)

Ao seu lado, Izay contará com Stella Guillaumon e Leonardo Khede, diretores de vendas de Aol e Yahoo respectivamente, que cuidarão em conjunto da área comercial da Oath, ao lado de João Binda, ex-McGarry Bowen, que toca o relacionamento com agências do Yahoo há um ano. Essa equipe tem a responsabilidade de tocar um portfólio de mais de 50 marcas nas áreas de conteúdo, advertising e plataformas – Huffington Post, Tumblr, Brightroll e Yahoo Mail entre elas.

Segundo Izay, o nome Oath (“juramento”, em português) será a razão social da empresa e nenhuma marca deverá ser descontinuada num primeiro momento, inclusive as que tem “Yahoo” ou “Aol” no nome e se dirigem ao cliente final, como o One by Aol e o portal Yahoo. Adequações deverão ser feitas quando dois produtos tiverem finalidades similares. “Em conteúdo é menos clara a sobreposição e em plataformas há mais, mas vamos tentar integrar para manter o melhor dos dois”, relata o executivo. “Temos de definir não só qual marca fica, nesses casos, mas também de features e de penetração internacional. Essa combinação vai demorar provavelmente um ano, um ano e pouco, é um processo mais profundo de integração em tecnologia. Vamos ver onde estão os gaps e quais são os melhores caminhos para complementar. A ideia é que os anunciantes não percam nada com essa transição, pelo contrário, que até ganhe capacidades juntando as forças de cada uma.”

Izay explica que a integração física, unindo operações das empresas em São Paulo, deverá ser mais rápida, com previsão de conclusão em agosto próximo – não há consultorias envolvidas no processo. Na área de conteúdo, o Huffington Post, que primeiro chegou ao Brasil em parceria com o Grupo Abril em 2013, foi completamente integrado à Aol no início deste ano. Tim Armstrong, CEO global da Oath (que antes presidia a Aol), afirmou que pretende implantar aqui outras marcas com forte atuação no exterior, como TechCrunch e Engadget, além de reforçar verticais do Yahoo como Esportes e Finanças.

O diretor da empresa no Brasil diz que o processo de fusão deve acelerar o plano de crescimento das duas marcas em no mínimo um ano. “Assumindo os 26% do IAB como a média do mercado, as duas operações vinham crescendo acima disso”, afirma Izay, que prefere não comentar sobre a meta anterior da Aol para o País:  colocar a operação entre as três maiores de mídia digital do Brasil até 2018. Esta era uma das missões de Marcos Swarowsky, diretor-geral da Aol no Brasil, que segue na empresa mas deverá deixar o cargo nos próximos meses.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Conteúdo

  • Publicidade

  • digital

  • Plataformas

  • Abril

  • yahoo

  • aol

  • Huffington Post

  • Marcos Swarowsky

  • André Izay

  • Oath

  • Tim Armstrong

  • TechCrunch

  • Engadget

  • Tumblr

  • Brightroll

  • João Binda

  • McGerry Bowen

  • Stella Guillaumon

  • Leonardo Khede