Women to Watch: valorização feminina demanda apoio masculino

Buscar

Mídia

Publicidade

Women to Watch: valorização feminina demanda apoio masculino

Edição 2017 de evento do Meio & Mensagem celebra sete nomes que vem se destacando nas indústrias de marketing e comunicação

Bárbara Sacchitiello
28 de agosto de 2017 - 17h17

Da esq. para a dir.: Kiki Moretti, Gal Barradas, Tatiana Ponce, Silvana Balbo, Paula Puppi, Andiara Petterle e Poliana Sousa (Crédito: Arthur Nobre)

Não dá para pensar em uma melhoria na condição feminina no mercado de trabalho e na sociedade se não houver uma mudança na cultura empresarial e, também, na maneira como os homens são responsabilizados por determinados papeis. Essa foi a ideia principal que norteou a discussão da edição de 2017 do Women to Watch, iniciativa do Meio & Mensagem voltada à valorização e celebração dos talentos femininos nas áreas de comunicação, marketing e publicidade.

Em sua quinta edição, o Women to Watch colocou mais sete nomes na lista de mulheres homenageadas. Andiara Petterle, da RBS; Gal Barradas, da BETC/Havas; Kiki Moretti, do Grupo InPress; Paula Puppi, da Blinks; Poliana Sousa, da P&G; Silvana Balbo, do Carrefour e Tatiane Ponce, do Grupo Beiersdorf.

Em um encontro realizado no Hotel Hilton nesta segunda-feira, 28, em São Paulo, as homenageadas falaram sobre a responsabilidade de ser um exemplo para as demais mulheres no mercado de trabalho e discutiram os pontos fundamentais que tornam possível a valorização dos talentos femininos em cargos estratégicos de empresas.

Gal Barradas, copresidente da BETC/Havas, falou sobre a importância de não ficar apenas no discurso da equidade de gênero. “Quando comecei a trabalhar na BETC me senti muito bem por ver uma empresa que, de fato, faz algo em prol das mulheres e não fica somente no discurso. A situação da sociedade só irá melhorar quando partirmos do discurso para a ação”, disse. Silvana Balbo, diretora de marketing do Carrefour no Brasil, também falou a respeito da importância do ambiente empresarial para a valorização da diversidade. “Tenho muito orgulho de trabalhar em uma empresa que está se aprofundando na questão da diversidade e levantando uma bandeira tão importante”, destacou.

Paula Puppi, CEO da Blinks, levantou um ponto com a qual todas concordaram: a necessidade de envolver os homens na questão da equidade de gênero. “Os homens têm que entrar mais nessa luta e nessas discussões. Só pude estar aqui, hoje, porque tenho uma rede de apoio muito grande, da qual meu marido faz parte. Ele também tem que conciliar o trabalho com a nossa família e se sente com a mesma responsabilidade que eu”, comentou. Poliana Sousa, diretora de comunicação e marketing da P&G, concorda com a colega. “Ninguém faz nada sozinho. Tenho apoio da empresa, das pessoas que trabalham comigo e, em casa, do meu marido. Temos que ser muito parceiros para gerenciar tudo”, disse.

Na opinião de Andiara Petterle, vice-presidente de produtos do Grupo RBS, o mercado precisa de mais exemplos para construir ideias próprias de lideranças femininas. “Temos a responsabilidade de construir esse caminho e de permitir que as mulheres, que são apaixonadas pelo seu trabalho, possam chegar mais além. Lembro que meu pai sempre dizia que não gostava de tirar férias porque amava demais o trabalho. Cresci com esse ideal de paixão pela profissão e, certamente, outras mulheres têm o mesmo sonho e precisam de flexibilidade e apoio para alcança-lo”, destacou.

As homenageadas deste ano receberam uma placa do Women to Watch in Brazil. Apenas Tatiana Ponce, vice-presidente do Grupo Beiersdorf para Near East, não esteve presente no evento. Ao assumir o cargo global, a profissional mudou-se, há alguns dias, para Dubai. No palco do evento, ela foi representada por sua mãe e pelo filho, João.

Ao longo dessa semana, Meio & Mensagem publicará os perfis de cada uma das homenageadas na edição deste ano do Women to Watch.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Tatiana Ponce

  • Andiara Petterle

  • Kiki Moretti

  • Gal Barradas

  • Poliana Sousa

  • Paula Puppi

  • Silvana Balbo

  • gênero

  • comunicacao

  • midia

  • Publicidade

  • Mulheres

  • Women to Watch

  • empoderamento feminino

  • Equidade