Sucesso nerd e imã de lucros: a importância de Big Bang Theory

Buscar

Mídia

Publicidade

Sucesso nerd e imã de lucros: a importância de Big Bang Theory

Com desfecho previsto para maio de 2019, série foi uma das produções mais lucrativas da Warner e ainda responde por 25% da audiência do canal TBS


24 de agosto de 2018 - 10h22

De Anthony Crupi, do Advertising Age

The Big Bang Theory está prestes a acabar pelas forças da entropia. E, sim, em retrospecto, isso parece tão inevitável quanto a segunda lei da termodinâmica.

Em um comunicado em conjunto, a Warner Bros. TV e Chuck Lorre Productions, anunciaram na quarta-feira, 22, que a próxima temporada da série The Big Bang Theory será sua última. Fontes da CBS confirmaram que a série vai terminar em maio de 2019, com o total de 279 episódios, quase a mesma quantidade que a produção Two and a Half Men, também da Warner Bros com a Chuck Lorre Productions. Two and a Half Men acabou em fevereiro de 2015, com 262 episódios e 12 temporadas.

 

Há 12 anos na tela, série esteve entre as maiores audiências de programas cômicos de TV (Crédito: Reprodução/Warner Bros)

O anúncio do encerramento da produção da série acontece algumas semanas depois de o presidente da CBS Entertainment, Kelly Kahl, ter dito, durante coletiva de imprensa, que a rede estava em conversas preliminares para retomar a série junto a Warner Bros.  Kahl declarou que a CBS estaria próxima de negociar a produção da 13a temporada de The Big Bang Theory. Bill Prady, produtor executivo da série, comentou as informações do presidente da emissora no Twitter apenas com um conciso “Huh”.

Em março de 2017, The Big Bang Theory foi renovada para  mais duas temporadas, o que fez o público acreditar que os criadores da série haviam decidiram ampliar o tempo de programa para amarrar todas as tramas. Ainda que os números de audiência tenham ajudado a gerar receita de anúncios para a CBS — no momento da renovação final, The Big Bang Theory era uma das séries de TV com maior audiência, com uma média de 14,2 milhões de telespectadores ao vivo, 5,4 milhões deles entre 25 e 54 anos — os custos da produção não era insignificantes. Com um salário aproximado de US$ 1 milhão por episódio, os atores principais da série (Jim Parsons, Kaley Cuoco, Johnny Galecki, Simon Helberg e Kunal Nayyar), juntos, recebiam US$ 125 milhões durante uma temporada.

Ainda que a CBS tenha conseguido arcar com a maioria desses custos da série com as receitas de produtos licenciados, The Big Bang Theory tem números de audiências fora do normal, o que permitiu que a rede angariasse mais de US$ 1 bilhão dos anunciantes no tempo em que a série esteve no ar.

A Warner e a Lorre também lucram bastante em 2011, quando negociaram The Big Bang Theory para a Fox, que exibiu a série via canal TBS. O último acordo entre as duas empresas foi avaliado em US$ 1,5 milhão por episódio. De acordo com dados da Nielsen, quase um quarto (23%) dos pontos de audiência bruta do TBS são gerados por reprises de The Big Bang Theory, que podem acontecer até seis vezes por dia. No auge de sua transmissão, durante a sétima temporada, The Big Bang Theory teve 17,7 milhões de telespectadores por semana (8 milhões deles acompanham a série pela CBS).

Não vai ser fácil para os fãs da CBS ou de The Big Bang Theory se despedirem de Sheldon, Leonard, Penny e o resto do grupo nerd. Aparentemente, as partes envolvidas acharam um bom substituto para a série no spin-off Young Sheldon. A produção também é uma colaboração Warner e Lorre e atingiu 12,3 milhões de telespectadores em sua primeira temporada, além de ter ficado em segundo lugar de audiência entre as sitcoms de TV, 3,3 milhões eram adultos entre 25 e 54 anos.

A última temporada de The Big Bang Theory estreia na segunda-feira, 24 de setembro, antes de voltar para sua grade normal na quinta-feira, 27 de setembro. Young Sheldon vai continuar sendo exibida após The Big Bang Theory.

“Somos eternamente gratos à nossos fãs pelo apoio à The Big Bang Theory durante as últimas 12 temporadas”, diz o comunicado. “Nós, junto com o elenco, escritores e demais funcionários, somos gratos pelo sucesso da série e vamos trabalhar para dar à The Big Bang Theory uma temporada final épica e criativa”.

Tradução: Thaís Monteiro

Publicidade

Compartilhe