Celina, do Globo, traz banco de fontes de mulheres

Buscar

Mídia

Publicidade

Celina, do Globo, traz banco de fontes de mulheres

Inicialmente com mais de 100 nomes, Fale com Elas quer multiplicar a presença das vozes femininas na sociedade

Teresa Levin
7 de novembro de 2019 - 16h09

Celina, do Globo, apresenta banco de fontes só com mulheres (Crédito: Reprodução)

Com o objetivo de ampliar a presença de vozes femininas na sociedade, a plataforma Celina, do jornal O Globo, lançou o site Fale com Elas, um banco de fontes exclusivamente formado por mulheres. Gratuito, ele possibilita que pesquisadores, jornalistas, estudantes e outros interessados encontrem especialistas em diferentes áreas de conhecimento. A ideia se junta à proposta da plataforma de mulheres, gênero e diversidade do jornal lançada no dia 8 de março, aproveitando as discussões em torno do Dia Internacional da Mulher.

“Em muitas áreas, as fontes ainda são majoritariamente masculinas e acreditamos que é preciso mudar para que as mulheres sejam ouvidas. Muitas mulheres são referência em suas áreas, da cultura à ciência, da economia ao estudo da diversidade”, explicou Maria Fernanda Delmas, editora-executiva do Globo, em um comunicado.

O catálogo do Fale com Elas reúne mais de 100 nomes de especialistas mulheres, entre elas advogadas, médicas, cientistas, psicólogas, professoras, youtubers, escritoras e executivas. Atualizado constantemente, ele traz indicações de jornalistas do Globo.

A plataforma Celina traz este nome em homenagem à professora potiguar Celina Guimarães Viana, primeira mulher a votar no Brasil, em 1928. Nela, são veiculados conteúdos sobre temas ligados às mulheres, mas também outras questões de gênero e diversidade. Além de integrar as diversas editorias do jornal O Globo, o material também é disponibilizado em um ambiente digital exclusivo do projeto. No jornal impresso, as reportagens que são publicadas e são parte da plataforma trazem o selo do projeto.

* Crédito da foto no topo: frimages/istock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Maria Fernanda Delmas

  • O Globo

  • celina

  • midia

  • Mulheres

  • Programa Feminino

  • feminino

  • igualdade de gêneros

  • diversiddade

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”