Twitter desiste de apagar contas inativas

Buscar

Mídia

Publicidade

Twitter desiste de apagar contas inativas

Usuários reagiram contra a remoção de perfis de conhecidos falecidos e plataforma voltou atrás em decisão, que seria motivada pela GDPR


29 de novembro de 2019 - 15h25

Crédito: Farknot/Architect

Por Ilyse Liffreing, AdAge

A notícia de que o Twitter iria deletar contas inativas gerou comoção na internet. Dezenas de pessoas protestaram contra o anúncio, pedindo que as contas de entes queridos já falecidos permanecessem no ar. A reação do público não era esperada pelo Twitter.

Na terça-feira, 26, a companhia postou um pedido de desculpas, afirmando que não iria deletar nenhuma conta até que fosse encontrada uma solução para preservar as postagens dos usuários que já morreram. No mesmo dia, a plataforma havia enviado e-mails alertando os usuários de que contas que não eram usadas há mais de seis meses seriam removidas se não fossem logadas até 11 de dezembro.

O Twitter tem uma política para contas inativas, mas a regra não é aplicada de forma consistente, de acordo com o comunicado publicado pela companhia na plataforma. O Facebook tem uma ferramenta que torna o perfil de usuários já falecidos em memoriais. O Twitter afirma que, agora, está trabalhando em uma forma de fazer o mesmo na sua rede.

No post, a empresa afirmou “Nós ouvimos vocês sobre o impacto que a medida teria em contas de usuários falecidos. Foi uma falha da nossa parte”. “Nós não vamos remover nenhuma conta inativa até criarmos uma forma para que as pessoas possam guardar essas contas”.

O pedido de desculpas veio com alguns esclarecimentos sobre porque o Twitter planejava excluir as contas inativas. A plataforma explicou que a decisão foi tomada devido ao Regulamento Geral sobre Proteção de Dados (GDPR), da União Europeia, e que o processo começaria apenas nos países do grupo, por enquanto.

Uma prática comum para companhias que reúnem regulamentações de dados como a GDPR é remover todos os dados que não estão sendo usados. Como o Twitter tem sido inconsistente na aplicação de sua política de contas inativas, a plataforma pode ter um número grande de dados que precisem ser eliminados rapidamente.

A notícia surpreendeu a muitos usuários que não viram nenhuma menção às regulações da União Europeia nos e-mails enviados pela companhia. Na terça-feira, 26, quando a notícia sobre a remoção das contas inativas circulou na internet, um porta-voz do Twitter afirmou ao AdAge: “ Como parte do nosso compromisso em atender às conversas públicas, nós estamos trabalhando para remover perfis inativos e apresentar informações mais precisas e credíveis, em que as pessoas possam confiar através do Twitter. Parte desse esforço está em encorajar os usuários a ativamente logar e usar a plataforma quando registram uma conta, como está estabelecido em nossa política de contas inativas”.

*Tradução: Taís Farias

**Crédito da foto no topo: Reprodução/Facebook

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • facebook

  • Twitter

  • AdAge

  • União Europeia

  • Plataforma

  • Regulamento Geral de Proteção de Dados

  • GDPR

  • contas inativas

  • memorial

  • usuários inativos

  • política de dados

  • política de contas inativas

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”