YouTube amplia regras para vetar conteúdo impróprio

Buscar

Mídia

Publicidade

YouTube amplia regras para vetar conteúdo impróprio

Plataforma passa a banir vídeos que tenham qualquer tipo de ofensa a respeito de raça, orientação sexual ou expressões de gênero


12 de dezembro de 2019 - 11h06

(Crédito: Bloomberg/ AdAge)

Depois de enfrentar muitas críticas em relação ao conteúdo postado em sua plataforma, o YouTube expandiu as definições do conteúdo que considera impróprio. A unidade de vídeos do Google passará a remover clipes, vídeos e comentários que façam qualquer tipo de “ameaças veladas ou implícitas” contra indivíduos e que insultem as pessoas por conta de atributos como raça e orientação sexual.

As novas regras foram informadas pelas empresas nessa quarta-feira, 11 e fazem parte dos esforços da rede social em eliminar de sua plataforma vídeos e conteúdos que usuários, anunciantes e reguladores considerem tóxicos.

Em junho, o jornalista e youtuber Carlos Maza acusou publicamente Steven Crowder, um comediante conservador, de assediá-lo com comentários homofóbicos através da rede social. A plataforma respondeu, na época, que os vídeos do comediante não violavam suas políticas de conteúdo e, portanto, não os removeu. Funcionários do Google protestaram contra a decisão.

“Não iremos mais permitir conteúdo que insulte maliciosamente alguém com base em atributos como raça, expressões de gênero ou orientação sexual. Isso se aplica a todos, de qualquer indivíduo, passando por criadores de conteúdo a funcionários públicos”, declarou Matt Halprin, head of trust and safety do YouTube em um post publicado no blog oficial da rede social.

Os canais que repetidamente desrespeitarem as regras do Youtube poderão ser removidos do programa de publicidade da plataforma, segundo o executivo. Isso significa, portanto, que os controversos vídeos do comediante Crowder, agora, podem ser considerados como violadores das políticas do YouTube, de acordo com um porta-voz da rede social.

Mas há exceções. O YouTube explicou que vídeos que apresentam uma linguagem de assédio, mas em diferentes contextos –documentários ou sátiras, por exemplo – não serão removidos. O YouTube irá avaliar cada caso para verificar quando algum conteúdo delicado pode ser enquadrado como exceção de sua política de regras.

Com informações do Advertising Age

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • youtube

  • Google

  • Conteúdo

  • Redes Sociais

  • Influenciadores

  • videos

  • creators

  • Polêmicas

  • Regras

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”