Decisão de Trump em banir o TikTok é duvidável

Buscar

Mídia

Publicidade

Decisão de Trump em banir o TikTok é duvidável

Microsoft se propõe a comprar o app nos Estados Unidos e plataforma chinesa quer esclarecer questões com a segurança


3 de agosto de 2020 - 17h54

Por Garett Sloane, do Advertising Age

O TikTok, aplicativo de rede social chinês, tem muito apoio entre a juventude dos Estados Unidos, só não entre seus políticos. O presidente Donald Trump tornou a plataforma seu alvo e prometeu bani-la completamente por conta de preocupações com a segurança nacional.

 

(Crédito: Wachiwit/iStock)

Mas Trump pode fazer isso? A Variety diz que a resposta não é tão clara.

O presidente disse que estava pronto para assinar essa ordem no sábado, mas a data veio e foi. As conversas podem ainda estar acontecendo, mas aqui está tudo que soubemos do assunto até domingo à noite:

Trump prometeu expulsar o TikTok dos Estados Unidos porque ele alega que o app apresenta um grave risco ao entregar dados para o governo chinês. A Vogue tem outra teoria: é possível que o ego do presidente esteja ferido porque a comediante Sarah Cooper, uma estrela crescente no TikTok, tirou sarro dele e, por isso, ele entrou em um comportamento frenético para acabar com a rede.

O TikTok não absorveu as ameaças numa boa. A empresa tem vocalizado que está disponível a fazer o que for preciso para provar que não é uma ameaça. No USA Today, Vanessa Pappas, general manager do TikTok nos Estados Unidos, afirmou: “Não vamos a nenhum lugar”.

Trump não é o único em Washington preocupado com o TikTok. O senador Chuck Schumer, um democrata de Nova York, disse, no domingo: “Eu pedi que o TikTok fosse fechado”.

Há reportagens sobre negociações para vender a operação do TikTok nos Estados Unidos para minimizar o medo sobre a segurança nacional, mas pessoas leais à Trump continuaram a pressionar  a empresa chinesa no domingo. A oferta da Microsoft pelo app pareceu instável, diz uma matéria do The Wall Street Journal. No entanto, no final do dia, a CNBC noticiou que a Microsoft pode ter um plano para a rede.

**Crédito da imagem no topo: Kon Karampelas/Unsplash

Publicidade

Compartilhe