Geração Z: apenas 21% se sentem representados pela publicidade

Buscar
Header-RTB House
Publicidade

Mídia

Geração Z: apenas 21% se sentem representados pela publicidade

Pesquisa feita pelo LinkedIn mostra que esse grupo de consumidores tende a preferir marcas com pilares de sustentabilidade e responsabilidade social consolidados


11 de janeiro de 2022 - 11h23

(Crédito: Reprodução)

Mais preocupados com a responsabilidade social e com o papel das empresas perante a sociedade, a Geração Z tende a dar preferência às marcas que compartilham dos mesmos valores. Essa é uma das conclusões obtidas pelo LinkedIn com o intuito de analisar os hábitos de consumo e de comportamento das pessoas nascidas entre 1997 e 2012 – e que representam a audiência que mais cresce na plataforma.

Os dados mostraram que as empresas terão um importante desafio junto a esse grande público consumidor: a maioria deles não se sente contemplada pela comunicação das marcas. De acordo com o LinkedIn, apenas 21% dos membros da geração Z, em todo o mundo, se sentem representados nas ações publicitárias. E para 36% deles, as empresas precisam fazer com que eles se sintam mais valorizados como consumidores.

De acordo com a análise feita pela plataforma, garantir essa maior aproximação com os consumidores passa pela valorização dos pilares de sustentabilidade, responsabilidade social, bem como de ouvir e interpretar o feedback dos consumidores. A pesquisa mostrou que a Geração Z, no geral, é ambiciosa e que tende a procurar marcas que, de alguma maneira, acompanhem sua trajetória de desenvolvimento.

Cerca da metade dos membros dessa Geração aponta a confiabilidade como o critério essencial na hora de decidir o que irá comprar e de quais marcas irá consumir. Economizar também é importante para esses consumidores, desde que a qualidade da compra seja preservada: 74% deles preferem economizar e esperar um pouco mais para comprar um produto de qualidade e 62% deles afirmam que pagariam até mais por um produto desde que ele fosse ambientalmente amigável.

O estudo do LinkedIn também apostou que esse grupo, já formado por nativos digitais, costumam utilizar as redes sociais como o principal canal para a descoberta de novas marcas e que prestam bastante atenção na maneira como as empresas se comunicam com o público por esses canais. A maior parte dos membros da Geração Z preferem conteúdos que apresentem histórias reais, dicas de ferramentas, questões sobre diversidade, ideias e inspirações. Esse grupo também considera a quantidade de likes e comentários positivos que as marcas recebem nas redes sociais na hora de decidir que produtos irão consumir.

Atualmente, 15 milhões de profissionais da Geração Z, na América Latina, possui um perfil no LinkedIn. Desse total, 56% estão no Brasil. Os dados utilizados para o estudo feito pela plataforma foram extraídos de estudos como LinkedIn Internal Data – Lata Gen Z Audience. GWI Data 2021, Forbes “How Gen Z Is Bringing a Fresh Perspective To The World of Work”, Microsoft’s Work Trend Index, Insider Intelligence eMarketer Report e Generation Z News: Latest Characteristics Research.

Publicidade

Compartilhe