MWC 2022 espera receber 60 mil pessoas

Buscar
Publicidade

Mídia

MWC 2022 espera receber 60 mil pessoas

Evento foi híbrido no ano passado, com 20 mil pessoas presencialmente, e cancelado em 2020 e retorna com foco no 5G, avanços da IA, desenvolvimento de cloud services e IoE


18 de fevereiro de 2022 - 6h01

MWC 2019: Fira Gran Via será novamente o palco do evento (Crédito: Sérgio Damasceno)

A GSM Association (GSMA), entidade que organiza o Mobile World Congress (MWC), divulgou os destaques do evento MWC22, que acontece entre os dias 28 de fevereiro a 3 de março em Barcelona, Espanha. O tema do programa, Connectivity Unleashed (conectividade liberada), explora a conexão 5G, o avanço da inteligência artificial (IA), o desenvolvimento dos serviços em nuvem e a Internet of Everything (IoE), que evolui o conceito de IoT. Pela primeira vez, está em pauta a arte digital e os tokens não fungíveis (NFTs) A edição prevê atrair até 60 mil visitantes, segundo a GSMA. No ano passado, o MWC recebeu 20 mil pessoas presencialmente e, em 2020, o evento foi cancelado por causa da pandemia. São 1,5 mil expositores do setor de comunicações móveis, além de participantes de 150 países. Prevê-se que o evento crie cerca de 6,5 mil empregos temporários e tenha impacto econômico de 240 milhões de euros para Barcelona e região da Catalunha.

Os grandes temas reunirão debates e exposições sobre 5G, IA, cloud e IoE. Até 2025, as redes 5G cobrirão um terço da população mundial. O MWC abordará como será o mundo de amanhã com o 5G e os modelos de negócios atrelados a esse padrão. A inteligência artificial (IA) é um dos principais impulsionadores da Quarta Revolução Industrial e da inovação. Com o investimento global definido para chegar a 170 bilhões de euros até 2025, as linhas geopolíticas estão tomando forma no uso de dados pela IA e onde e como a colaboração é necessária para desenvolver novas inovações do setor, como computação quântica e robótica. O impacto transformador da IA ​​nas redes e na sociedade é enorme. Mesmo antes da pandemia global, o setor de telecomunicações vem gerenciando mais de uma década de interrupções de empresas nativas digitais como Uber e Netflix, que estabeleceram novo padrão para experiências online perfeitas. Os serviços na nuvem (cloud service) são vistos como facilitador-chave da transformação em larga escala, com o mercado projetado para atingir US$ 75 bilhões até 2026. A internet de todas as coisas (IoE ou internet of everything) é o próximo estágio evolutivo do mundo conectado. Com mais de 40 bilhões de dispositivos, o crescente conjunto de dispositivos conectados e tecnologias inteligentes oferece novo meio de reimaginar e transformar espaços físicos para serem mais adaptáveis, personalizados e até mesmo antecipar novas necessidades antes que surjam.

MWC 2019 (Crédito: Reprodução)

Realizado na Fira Gran Via em Barcelona de 28 de fevereiro a 3 de março, o MWC22 também apresentará a Industry City. A nova exposição inclui demonstrações, oportunidades de networking e uma zona de conteúdo para mostrar como indústrias, como fintechs, manufatura e mobilidade, estão convergindo para reinventar como os negócios são feitos. A edição deste ano inclui mais de mil palestrantes, mais de 1,5 mil expositores, 37 pavilhões de países, o Programa Ministerial para formuladores de políticas e líderes do setor, inovação de startups na 4YFN (Four Years From Now) e discussões sobre diversidade e inclusão na Diversity4Tech. Com um plano de saúde e segurança de várias camadas testado e comprovado, Committed Community, o ecossistema móvel global pode se reunir com segurança para inovar, conectar em rede, promover mudanças significativas e realizar negócios.

Entre os participantes, estão nomes como Shuky Sheffer, presidente e CEO da Amdocs, Anne Chow, CEO da AT&T, Adam Selipsky, CEO da Amazon Web Services (AWS), Yang Jie, presidente da China Mobile, Ruiwen Ke, presidente e CEO da China Telecom, LieHong Liu, presidente e CEO da China Unicom, Joan Laporta, presidente do FC Barcelona, Pekka Lundmark, presidente e CEO da Nokia, Allison Kirkby, presidente e CEO da Telia Company, Jose Maria Alvarez-Pallete, presidente e CEO da Telefónica (controladora da Vivo), Andy Penn, CEO da Telstra, Nick Read, CEO da Vodafone, e Cristiano Amon, presidente e CEO da Qualcomm.

Diversity4Tech

O Diversity4Tech Summit receberá uma série de palestrantes focados em defender uma maior diversidade e inclusão nos negócios e no setor de tecnologia. A agenda inclui palestras, painéis, prêmios e uma mesa redonda, todos projetados para acelerar a transformação e a inclusão.

O 4YFN retornará mais uma vez ao MWC. São mais de 500 startups internacionais e mais de 300 palestrantes que se reunirão para compartilhar insights sobre como impulsionar o ecossistema. A GSMA prevê mais de 4 bilhões de euros de investimento potencial disponível no evento deste ano e 200 startups farão propostas para os principais fundos.

Publicidade

Compartilhe

Veja também