Diversão e humor no engajamento em vídeo

Buscar

Opinião

Publicidade

Diversão e humor no engajamento em vídeo

O que capta a atenção de uma pessoa, faz com que ela ria e produza sentimentos positivos pode mudar completamente em outra pessoa


29 de novembro de 2019 - 12h31

(Crédito: GrafVishenka/iStock)

Se o riso é o melhor remédio para a vida, ele também pode curar suas “feridas” com relação ao marketing em vídeo? A Volkswagen testou essa teoria quando mediu como o comportamento das pessoas mudava quando oferecia uma experiência divertida. Eles transformaram uma escada em um piano e descobriram que a alternativa, localizada ao lado de uma escada rolante, era utilizada 66% mais vezes do que o normal, pois as pessoas preferiam tocar uma música enquanto subiam as escadas.

Sua empresa pode não ter o orçamento para criar uma experiência ao vivo como essa, mas você pode criar uma experiência divertida e envolvente para o seu público-alvo através do marketing de vídeo e da narrativa de sua marca.

Anúncios em vídeo divertidos (e engraçados) levam as pessoas a se engajarem

Alguns dos melhores anúncios em vídeo são lançados durante o Super Bowl. Até as pessoas que não assistem ao jogo de futebol americano buscam ativamente esses comerciais.

Caso em questão: anúncio da Amazon para Alexa. Qualquer pessoa que conheça as muitas falhas do Alexa não pode deixar de rir desse vídeo, que usa humor para se conectar com seu público e zomba dos próprios erros da empresa. Quase 40 milhões de pessoas pesquisaram este anúncio e o assistiram no YouTube. Todo mundo estava falando sobre isso porque o aprovaram! Esse tipo de campanha viral está comercializando como ouro.

Mensagens de marca divertidas levam as pessoas a gostarem da sua marca

Anúncios em vídeo divertidos chamam a atenção. É uma vitória para obter reconhecimento da marca, mas o humor vai além disso. Um estudo constatou que o uso do humor aumenta a compreensão da mensagem, cria sentimentos positivos em relação à marca e aumenta a intenção de compra do produto. É uma ótima notícia para as empresas que vendem produtos que empolgam as pessoas, mas, e se você comercializar um produto que não seja tão empolgante? Um estudo interessante de pesquisadores da Universidade Estadual de Ohio descobriu que os anúncios engraçados também funcionam melhor para vídeos antitabagismo. Especificamente, descobriram que os vídeos antitabagismo do YouTube tinham mais visualizações e classificações mais altas do que os mais dramáticos, por exemplo. Os pesquisadores explicam que, nesse caso, o humor reduz a reação negativa que algumas pessoas (neste caso, fumantes) podem ter ao assistir esse tipo de vídeo, enfatizando o julgamento negativo sobre o comportamento.

Então, o que torna um anúncio em vídeo divertido?

Divertido e engraçado são conceitos vagos e difíceis de definir. O que capta a atenção de uma pessoa, faz com que ela ria e produza sentimentos positivos pode mudar completamente em outra pessoa.

Compreender seus clientes, dados demográficos e pontos problemáticos é fundamental se você quiser se conectar a eles. Use esse conhecimento para informar sua estratégia de criação de vídeos. A cultura americana, por exemplo, enfatiza o individualismo, enquanto a cultura coreana enfatiza o coletivismo.
O anúncio de 2018 do Groupon com a comediante Tiffany Haddish ressoou com muitas pessoas nos EUA, acumulando 25,5 milhões de visualizações. Como o conteúdo se concentrou em sua experiência como indivíduo, o público-alvo de Groupon, que é predominantemente feminino, adorou. Teria sido igualmente bem-sucedido na Coreia? Provavelmente, não.

O ponto comum em todas as culturas é que quase todo mundo procura um conteúdo que os faça rir.Um relatório do eMarketer mostrou que o público chinês preferia assistir a vídeos engraçados a qualquer outro tipo de conteúdo. Outro estudo do Brasil descobriu que também não há diferença entre homens e mulheres em sua preferência pelo conteúdo humorístico de influenciadores, todo mundo adora.

Use humor nos momentos certos

Quando e como você incorpora o humor à sua estratégia criativa de vídeo é tão importante quanto o próprio conteúdo. À medida que os consumidores passam pelo seu funil de vendas, você deve expô-los a diferentes conteúdos e diferentes níveis de humor. Os pesquisadores identificaram quando e em que grau você deve usar o humor em seu marketing de vídeo para gerar os melhores resultados. Se o objetivo do seu anúncio é acionar a compra de consumidores que já conhecem sua marca, foque no valor do seu entretenimento.

*Crédito da foto no topo: Dom J/Pexels

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • tiffany haddish

  • youtube

  • Amazon

  • Volkswagen

  • eMarketer

  • Groupon

  • universidade estadual de ohio

  • Produto

  • Campanha

  • video

  • Super Bowl

  • viral

  • humor

  • mensagem

  • narrativa

  • Alexa

  • marketing em vídeo

  • intenção de compra

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”