Cuidados para Black Friday mais segura digitalmente

Buscar

Opinião

Publicidade

Cuidados para Black Friday mais segura digitalmente

Segurança digital não se resume aos lojistas; consumidores também precisam ter atenção redobrada


11 de novembro de 2020 - 15h58

(Crédito: Guzaliia Filimonova/istock)

Estamos chegando na Black Friday, data mais aguardada do ano tanto pelo varejo, quanto pelos consumidores, que podem realmente encontrar ofertas bem atrativas em sua loja preferida. A sua origem nos Estados Unidos remete aos anos 60, mas no Brasil só começou em 2010. Se naquela época foi algo totalmente online e com cerca de 50 lojas participantes, a data ganhou força e atualmente engloba milhares de lojas físicas e virtuais.

Em um ano totalmente fora dos padrões, acabamos vivendo uma Black Friday estendida desde meados da pandemia, com lojas de todos os tamanhos criando formas de manter as vendas oferecendo descontos para os clientes. Com essa intensa atividade online, a internet é um terreno ainda mais fértil para ataques virtuais. E tanto lojistas quanto consumidores precisam redobrar o cuidado neste período de Black Friday.

Um risco enorme para qualquer empresa nesta época é o sequestro de dados, quando um computador, ou um conjunto deles, é infectado por um ransomware. Ele acaba parando o sistema de uma forma que só pode ser decodificado mediante uma senha, que será cobrada por um valor pelo cibercriminoso. Isso pode impactar o negócio do lojista de forma irreparável, com uma quantidade enorme de vendas perdidas.

Por isso, é fundamental que o sistema esteja sempre com o máximo de segurança possível. Inclusive com a testagem de invasão por empresas contratadas. Esse tipo de serviço vai mostrar se o site tem algum tipo de porta, software desatualizado ou código com alguma falha de segurança, o que é muito comum. Esse cuidado com o sequestro de dados também tem que estar com os funcionários. Se um deles é atacado, pode afetar toda a empresa.

Os cuidados com a segurança digital na Black Friday não se resumem aos lojistas. Os consumidores também precisam ter uma atenção redobrada neste período. Existem muitos sites falsos que são idênticos aos originais, com pequenas diferenças que passam despercebidas e roubam os dados do usuário, por exemplo. Uma ferramenta de segurança digital instalada no celular e no computador, de fabricante conhecido e confiável no mercado, ajuda a minimizar a chance de golpes envolvendo a data.

Com os devidos cuidados, dos mais básicos para o consumidor aos mais avançados para empresas, a data pode ser aproveitada da melhor forma e sem causar futuros problemas para ambos. Cuide de sua segurança digital como você cuida da sua segurança diária!

**Crédito da imagem no topo: Ivanastar/iStock

Publicidade

Compartilhe