Lúcio Freitas deixa Talent Marcel

Buscar

Acontece no meio

Publicidade

Lúcio Freitas deixa Talent Marcel

Profissional atuava como diretor de estratégia e interatividade da agência desde outubro de 2017

Isabella Lessa
12 de abril de 2019 - 15h50

O publicitário Lúcio Freitas desliga-se de suas função de diretor de estratégia e interatividade da Talent Marcel (Crédito: Divulgação)

Lúcio Freitas não faz mais parte da equipe da Talent Marcel. O profissional entrou na agência em 2016 como diretor de contas de atendimento. Em outubro de 2017, foi promovido a diretor de estratégia e interatividade, função compartilhada com Marcello Droopy, que permanece à frente da área.

No último ano, a área de interatividade ficou responsável por fazer com que o pensamento digital permeasse toda a agência, gerando, assim, um processo mais fluido e abrangente das narrativas criadas para as marcas. No último ano, a operação conseguiu ampliar, de fato, sua entrega interativa com a conquista tanto de contas digitais, como a de Oreo, como a ampliação do atendimento a contas que eram somente off e tornaram-se full, Viva Schin e TCL.

Antes da Talent Marcel, Freitas passou pelo marketing do Banco Original e pelo e-commerce de Walmart. Foi diretor de contas na Fbiz e no Grupo TV1, além de ter coordenado a comunicação digital de Magazine Luiza.

Segundo a Talent Marcel, a área de interatividade receberá novos recursos e perfis em breve.

Compartilhe

  • Temas

  • Talent Marcel

  • Lucio Freitas

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”