Pedro Galvis se torna presidente da Merck Brasil

Buscar

Acontece no meio

Publicidade

Pedro Galvis se torna presidente da Merck Brasil

Executivo também assume a gerência geral da divisão de Biopharma no País e substitui Guilherme Maradei, agora, responsável pela diretoria de marketing em oncologia nos EUA


12 de abril de 2019 - 17h16

Pedro Galvis iniciou sua carreira na Merck há 22 anos (crédito: divulgação)

A Merck nomeou Pedro Galvis como presidente da companhia no Brasil e gerente geral de Biopharma no País. O executivo vai se reportar a Maya Martinez-Davis, presidente da divisão na América Latina. Pedro substituirá Guilherme Maradei, que assume a diretoria de marketing em oncologia para o mercado dos Estados Unidos.

Anteriormente, o profissional ocupava os cargos de presidente da Merck México e gerente geral de Biopharma também no País. Pedro começou sua carreira na companhia há 22 anos, na Colômbia, seu país de origem. Durante esse período, trabalhou com diversas áreas como acesso ao mercado, estratégia, operações comerciais e desenvolvimento de negócios.

Com experiência em mercados emergentes da América Latina, ele terá o desafio de manter o crescimento sustentável das vendas e entregar os lançamentos previstos para os próximos anos. Pedro assume o cargo efetivamente no dia primeiro de maio, quando os requisitos legais forem cumpridos.

*Crédito da foto no topo: Leontura/iStock

Compartilhe

  • Temas

  • Pedro Galvis

  • Guilherme Maradei

  • Merck

  • Biopharma

  • Merck Brasil

  • Merck México

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”