Coca Zero imprime nomes em embalagens

Ação da Ogilvy Sidney é importada pela Coca-Cola Brasil e adaptada ao refrigerante de baixa caloria da empresa

Eduardo Duarte Zanelato| »

31 de Julho de 2012 08:08

Bruno e Daniela estão entre os 150 nomes que serão impressos em latas de Coca-Cola Zero. Outros 50 serão escolhidos por consumidores, via Facebook
+

Bruno e Daniela estão entre os 150 nomes que serão impressos em latas de Coca-Cola Zero. Outros 50 serão escolhidos por consumidores, via Facebook Crédito: Divulgação

Depois de anunciar a exportação do premiado case Sprite Shower para o verão europeu, a Coca-Cola Brasil importa, no início de agosto, uma ação criada pela Ogilvy Sidney para o mercado australiano. Trata-se da impressão dos 150 nomes mais comuns no Paísl em embalagens (latas, 600 ml e 2 litros) de Coca-Cola Zero.

Para promover a versão brasileira da ação, aqui chamada de "Descubra a sua Coca-Cola Zero", a Ogilvy criou campanha com quatro filmes para TV. Todos usam a técnica de videomapping sobre objetos e superfícies - incluindo aí uma lata do refrigerante - para retratar as distintas realidades do público recém-chegado à vida adulta. A comunicação segue pautada pelo slogan "quanto mais zero melhor", que a marca vem usando no País.

Nas redes sociais, já vem causando algum burburinho o aplicativo que permite criar versões da lata com nomes que não estejam contemplados no ranking dos 150 mais comuns do Brasil. A partir dessa brincadeira, a marca listará mais 50 alcunhas para levar às prateleiras dos pontos de venda.

Comunicação canguru
A adaptação da ação australiana, lá realizada para promover a marca-mãe da fabricante de refrigerantes (leia mais aqui), já era prevista, conforme noticiou Meio & Mensagem durante a cobertura do Festival de Cannes.

Na ocasião, o CMO global da Coca-Cola, Joe Tripodi, afirmou que o case "Share a Coke - Bottles and Cans" era funcional em qualquer mercado. "Não é fácil de executar, mas estamos vendo como funcionou na Austrália para adaptá-la a outros países", disse o executivo, sem revelar, naquela ocasião, que a exportação poderia valer para outras marcas além da Coca-Cola tradicional.

Apesar de alcançar bons resultados junto aos consumidores australianos, a ação foi premiada apenas com Bronzes na última edição do Festival de Cannes, nas categorias Promo, Direct e PR. 

comments powered by Disqus