Cofundador da Tesla conta bastidores de criação da empresa e traz valioso conselho para empreendedores

Buscar

post patrocinado

Por StartSe

Cofundador da Tesla conta bastidores de criação da empresa e traz valioso conselho para empreendedores

Confira os principais pontos discutidos durante sua palestra no Silicon Valley Web Conference


6 de outubro de 2020 - 10h38

Samy Dana da Jovem Pan, mediou a conversa com Marc Tarpenning

Se você pudesse aprender durante 1 hora com o cofundador de uma das empresas mais valiosas e inovadoras do mundo e ainda pedir um conselho. O que acha que ele responderia?
Em 2020, a Tesla se tornou a montadora mais valiosa do mundo. A companhia de veículos elétricos foi criada por Marc Tarpenning e Martin Eberhard em Palo Alto, no Vale do Silício. Hoje, é comandada por Elon Musk, empreendedor e investidor em série.

Marc Tarpenning revelou os bastidores da construção da Tesla no Silicon Valley Web Conference. O SVWC é um evento de inovação, empreendedorismo, gestão e tecnologia sobre o Vale do Silício realizado pela startup de educação StartSe. A conferência é online, 100% gratuita e as inscrições para assistir novas palestras estão abertas. Não perca! Inscreva-se aqui: https://bit.ly/2SqXBjH

Confira as perguntas e respostas da palestra com Marc Tarpenning:

Qual foi o primeiro passo para construir a Tesla?

M.T: Na década de 90, o Martin Eberhart e eu abrimos uma empresa de e-books – como se fosse um iPad, um Kindle da Amazon, antes de isso ser possível. Uma das coisas que descobrimos com esse projeto foi começar as coisas quando a tecnologia está se tornando mais avançada. Se você começa tarde demais, fica fácil demais e a concorrência vem e tripudia. Se você começa cedo demais, também não começa a fazer funcionar. O timing do e-book foi cedo, foi necessário mais uma década para isso.
Quando iniciamos a Tesla Motors, vimos a mesma tecnologia começando a viabilizar carros elétricos. Foi através da bateria que descobrimos na “terra dos e-books”, que foram melhorando e o preço caindo. Nessa curva, chegou um momento em que pudemos imaginar coisas interessantes com as baterias – uma delas é fabricar carros elétricos. Ainda era caro, é por isso que começamos inicialmente com carros esportivos. Nós sentimos que a tecnologia estava finalmente pronta e ninguém mais estava fazendo isso. A gente tinha uma missão alinhada à redução de combustíveis fósseis.

Quais são as principais dificuldades que você teve que vencer na época para fundar a Tesla?

M.T: Financiamento. Levantar investimentos em 2003 era super difícil. Ninguém achava que uma empresa de carros elétricos poderia existir e muito menos que poderíamos abrir uma empresa com dinheiro de investidores de risco. Tanto o Martin como eu sempre vivemos no Vale do Silício, já tínhamos trabalhado com startups antes, fomos da comunidade de investidores e encontramos pessoas que estavam dispostas a arriscar, incluindo um dos nossos investidores iniciais, Elon Musk.

O Elon Musk liderou a primeira rodada de investimentos (chama de “semente”). Uma das coisas fantásticas de quando fizemos a apresentação para ele, ele estava preocupado em investir em foguetes… Muitas vezes entrávamos nas empresas, explicávamos o que estávamos fazendo a investidores anjo, e eles diziam “Nossa, que ideia mais maluca!”. Mas quando você vai conversar com uma empresa de foguetes (foi antes de eles lançarem o primeiro, ainda estavam construindo os motores), fomos ao escritório e ele estava literalmente construindo uma nave espacial ali. Não fomos chutados para fora porque a nossa ideia era louca demais, o que foi ótimo!

Você deixou a Tesla no início. Imaginou, naquela época, que ela se tornaria uma das montadoras de veículos mais valiosas do mundo?

M.T: Eu saí da Tesla em 2008, quando estávamos entregando os Roadsters. Foi uma jornada maravilhosa, estávamos orgulhosos, tivemos vários clientes super animados – de que o carro era moderno, rápido, não poluía… Estávamos chegando nos sedãs, que são vendidos mais facilmente. Naquela época, eu achava – e o Elon ainda não era o presidente da empresa -, que tinha uma boa chance, mas por razões pessoais eu optei por sair. Nunca imaginei que a Tesla seria tão bem sucedida, era um sonho! Mas quando Elon se tornou CEO, depois de eu sair, ele já era investidor, presidente do conselho, e levou a empresa para um nível que eu nunca imaginava ser possível.

Um conselho valioso para empreendedores

O que você recomendaria para jovens de 17 anos, 18 anos, que estão começando a carreira na área de tecnologia?

Eu acredito muito no que é chamado de lifelong learning, o aprendizado ao longo da vida. Você pode ficar bom em algo e essa pode ser a coisa mais difícil no mercado. Mas pode ficar parado ali, sem avançar.

O que é mais importante é aprender a aprender, estar sempre melhorando suas próprias experiências. Como um programador que vem do mundo do software, eu preciso de um conjunto de critérios para aprender coisas novas. Mas demorei um pouco para entender e fazer isso acontecer.
Não tenha medo de mudar de foco, estar sempre experimentando e tomando um pouco de riscos.

Aprenda com maiores especialistas do Vale do Silício de forma online, ao vivo e gratuita!

Além da Tesla, o Vale do Silício se tornou o ecossistema mais inovador do mundo devido ao número de startups e tecnologias bem sucedidas que nasceram e cresceram no local. São exemplos: Uber, Apple, Airbnb, Google e muito mais!

Por isso a StartSe decidiu trazer pela primeira vez ao Brasil os maiores e mais inovadoras nomes do Vale do Silício para trazer insights e conteúdos inéditos ao mercado brasileiro – de graça e totalmente online!
Aproveite a chance de aprender diretamente com Nicole Stott, astronauta norte-americana da NASA por 27 anos; Tim Draper, um dos três maiores investidores de risco do local; Michael Seibel, CEO da Y Combinator, considerada por anos a maior aceleradora de startups do mundo e muito mais! O evento acontece de 1 a 30 de outubro, de segunda à quinta-feira, das 17h às 22h. Inscreva-se: https://bit.ly/2SqXBjH

A Tesla se tornou a montadora mais valiosa do mundo em 2020. Companhia de veículos elétricos foi criada por Marc Tarpenning e Martin Eberhard em Palo Alto, no Vale do Silício.

Publicidade

Compartilhe