PGB indica as marcas mais consumidas pelos gamers

Buscar

PGB indica as marcas mais consumidas pelos gamers

Buscar
Publicidade

Marketing

PGB indica as marcas mais consumidas pelos gamers

Nubank, Mastercard, PicPay, PayPal, Vivo, Coca-Cola, Red Bull, 3 Corações, Brahma, Heineken, Doritos, Bis, O Boticário, McDonald's, Johnnie Walker, iFood, Uber, Riachuelo, Renner, Nike, Chevrolet e Fiat estão entre as mais conhecidas e utilizadas


22 de junho de 2022 - 13h09

Nubank, Mastercard, PicPay, PayPal, Vivo, Coca-Cola, Red Bull, 3 Corações, Brahma, Heineken, Doritos, Bis, O Boticário, McDonald’s, Johnnie Walker, iFood, Uber, Riachuelo, Renner, Nike, Chevrolet e Fiat são as marcas mais conhecidas ou consumidas de cada segmento pelo público gamer brasileiro. Esse dado é fruto do painel “Marcas do Coração”, da Pesquisa Game Brasil (PGB), desenvolvida pelo Sioux Group e Go Gamers, em parceria com Blend New Research e ESPM.

 

Pesquisa Game Brasil revela quais são as marcas mais consumidas pelo público gamer brasileiro (crédito: divulgação)

Mais de 280 marcas de 19 setores diferentes foram analisadas. Os segmentos de meios de pagamento, café, cerveja, bebidas alcoólicas, food service, vestuário e roupas, além da separação entre snacks salgados e doces, são novidades da pesquisa. Segundo Carlos Silva, sócio da Go Gamers, o objetivo do painel é compreender a relevância mercadológica de uma determinada marca para com o seu próprio setor e a sua relação com os jogadores de jogos eletrônicos.

Veja abaixo quais são as marcas mais conhecidas e consumidas pelo público gamer no Brasil:

Em relação aos consoles de videogames, o PlayStation 4, da Sony, é o mais utilizado pelos gamers brasileiros (34,1%), seguido pelo Xbox 360, da Microsoft, utilizado por 24,3% dos jogadores do País. Além disso, a plataforma preferida de 48,3% dos gamers brasileiros é o smartphone, seguido pelos computadores, com 23,3%, e pelos consoles domésticos, com 20%.

A nova edição da Pesquisa Game Brasil mostrou que 74,5% da população brasileira joga jogos eletrônicos, marca histórica desde o início do estudo. O índice teve aumento de 2,1 pontos percentuais quando comparado ao número de 2021. O estudo revela, ainda, que 78,6% do público gamer brasileiro possui cartão de crédito e que 71,8% realiza investimentos em diversas esferas, como na poupança (36,3%), em renda fixa (21,5%) e em criptomoedas (17%).

Além disso, a maior parte do público consumidor de jogos eletrônicos tem de 20 a 24 anos (25,5%), seguido pelos adolescentes de 16 a 19 anos, que representam 17,7%. A faixa etária de 25 a 29 anos é 13,6% do público; a de 30 a 34 anos, 12,9%; e a de 35 a 39 anos, 11,2%. Já em relação à classe social, 62,7% são da classe média (B2, C1 e C2), 13,5% da classe A, 12,3% da classe média alta (B1) e 11,6% das classes D e E. A maioria dos jogadores brasileiros tem renda familiar: 29,1% declaram ter renda de R$ 2.090,01 à R$ 4.180; 27,5% até R$ 2.090 e 26,7% de R$ 4.180,01 à R$ 10.450.

 

 

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Hot Wheels ganha evento no Parque do Ibirapuera, em São Paulo

    Hot Wheels ganha evento no Parque do Ibirapuera, em São Paulo

    Exposição será realizada no Parque Ibirapuera e conta com atividades, interações e pista de Kart

  • Kwai patrocina o futebol masculino do Flamengo

    Kwai patrocina o futebol masculino do Flamengo

    Acordo é válido até o fim deste ano e contará com conteúdo especial e entregas no uniforme, entrevista e outros ativos