Original: o banco que nasceu 100% digital e chacoalhou o mercado

Buscar

Original: o banco que nasceu 100% digital e chacoalhou o mercado

Buscar

post patrocinado

Por Fischer

Original: o banco que nasceu 100% digital e chacoalhou o mercado

Slideshow


27 de setembro de 2016 - 17h40

Uma revolução no mercado e na forma das pessoas lidarem com o seu dinheiro. Assim nascia em abril deste ano o Banco Original, a primeira instituição financeira do País a abrir conta corrente 100% on-line pelo celular. Para Fischer, portanto, o desafio da comunicação ia muito além da criação de uma campanha. Fazia mais de 20 anos que um banco não era lançado no mercado do varejo brasileiro, e a novidade trazia ainda um conceito inovador e um grande diferencial que permita que qualquer movimentação fosse feita por um único smartphone.

A grande questão girava em torno do seguinte tema: como seria possível provar para os consumidores que um banco tão diferente de tudo aquilo o que tinham visto estava pronto para cuidar de algo tão importante quanto o dinheiro deles? Era necessário mostrar as vantagens dessa mudança e destacar que ser um banco diferente, com um novo conceito, poderia ser revolucionário.

A Fischer, que é uma agência direcionada para negócios, convocou o velocista Usain Bolt – campeão mundial e olímpico e que meses depois se consagrou nos jogos do Rio de Janeiro – para ser o rosto do Banco Original em seu lançamento. Afinal, quem melhor para transmitir a imagem da originalidade e inovação do que um atleta que redefiniu os padrões do esporte ao se tornar o homem mais rápido do mundo mesmo sem ter o biótipo de um corredor. O fato de 2016 ser o ano dos jogos do Rio deu ainda mais força ao nome de Bolt. Medalha de ouro!

Para o lançamento da primeira etapa da comunicação, a estratégia foi fazer um plano de mídia grandioso com presença tanto nos meios online quanto off-line. As peças do Banco Original estreladas por Bolt mobilizaram simultaneamente as duas plataformas.

BOLT01
Concluído o primeiro passo, era necessário tangibilizar as vantagens do Banco que já nasceu 100% digital. Para isso, Ana Paula Padrão, a jornalista que se reinventou como apresentadora e que, até aquela ocasião, nunca havia feito nenhum comercial em sua vida, passou a associar a sua imagem de credibilidade ao banco.

Dez filmes foram desenvolvidos com a jornalista, cada um contando um benefício exclusivo do Original que, mais do que dar motivos para a escolha do banco, apresentava explicações objetivas para aqueles que procurassem pela instituição.

IMG_776X385px

Mesmo com um investimento menor do que o de outros bancos, já nos primeiros dias foi possível gerar uma demanda de abertura de contas muito maior do que era esperada. Foram mais de 3 bilhões de impressões e 42 milhões de visualizações no ambiente digital. Os resultados positivos superaram em três semanas os TRPs previstos pela Ipsos para os próximos três meses.

Além disso, o banco tem crescido em uma velocidade tão grande que outra meta foi batida antecipadamente: a de chegar a 100 mil clientes, número que era esperado apenas para março de 2017. “Todos nós sabemos que o consumidor não separa o mundo real do digital. Ele vive nos dois com muita intensidade. As marcas capazes de fazer parte deste contexto em condições de surpreender, devem atuar estrategicamente e com muita velocidade. Tudo é uma coisa só. E é assim que o grupo Fischer tem atuado com o banco. Importa menos se é off, on, out ou live. O que importa pra eles é como o Original está inserido na vida das pessoas”, diz o CMO do Banco Original, Marcos Lacerda.

Publicidade

Compartilhe

Veja também