Inovação em mobile

Buscar

Brand Voice

APRESENTA

Inovação em mobile

Aceleração da transformação digital no Brasil exige atuação com alta performance e auditoria de confiança

“Nossas soluções de mídia mobile são além do básico e fora da caixa”, diz Rodolfo Darakdjian, CEO da OPL Digital



16 de abril de 2021 - 11h05

A pandemia da Covid-19 resultou em mudanças nos comportamentos e interesses de consumo, no modo de se relacionar com meios e pessoas e no formato de trabalho dos seres humanos. Além disso, acelerou a transformação digital no Brasil, o que vem exigindo adaptações e novos investimentos das marcas. O mobile, que já figurava nas estratégias de marketing, confirmou sua proeminência e tornou-se, em meio ao isolamento social, ponto crucial no relacionamento com o consumidor.

Retenção de atenção
Segundo pesquisa do FGVcia (Centro de Tecnologia de Informação Aplicada, da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas), em junho de 2020, cerca de 234 milhões de smartphones estavam em uso, no País. Diante dessa profusão do mobile — em média, há mais de um dispositivo móvel por habitante —, chegar até o consumidor, via soluções inovadoras e diferenciadas, é o que permite o alcance de resultados assertivos. Nesse cenário, a OPL Digital, uma plataforma de mídia mobile 360º, coloca à disposição das marcas uma ampla tecnologia de dados, capaz de construir comunicações mais segmentadas e atrair a atenção da audiência.

 

OPL Digital: construção de comunicações mais segmentadas permite que marcas atraiam a audiência

Marketing de alta performance
Fundada há seis anos, a OPL Digital é especializada em mídia mobile 360º. A empresa possui atuação global, com inventários em todos os continentes, que atingem 95% da internet. Sua Demand Side Platform (DSP) própria oferece mais de 2 milhões de sites, aplicativos e redes sociais, com opções em display, vídeo, áudio, push e native. Já a Data Management Platform (DMP), também própria, contempla mais de 140 milhões de usuários, a maioria do Brasil, com elevado poder de segmentação e assertividade. Hoje, a empresa alcança 95% dos dispositivos mobile do País.

“Temos plataformas e tecnologias próprias, que entregam estratégias únicas e personalizadas para cada campanha, com as melhores soluções, canais e formatos”, afirma Rodolfo Darakdjian, fundador e CEO da OPL Digital. As plataformas exclusivas da empresa permitem segmentações diferenciadas por geolocalização; pelas pesquisas de usuários em qualquer buscador de internet; por usuários específicos de certos aplicativos e sites; por condições climáticas, resultados de jogos, eventos, lançamentos e outros — além de oferecerem segmentações mais convencionais.

Amplo portfólio de soluções
A empresa especialista em mídia mobile 360º possui um vasto portfólio de soluções customizadas e integradas, para demandas digitais e físicas, com um leque de modelos comerciais flexíveis. Usuários conectados a redes Wi-Fi públicas ou privadas podem, por exemplo, ser impactados sem realizar cadastro ou visualizar vídeo, quando estiverem em determinados sites ou aplicativos.

Outra opção é a segmentação para mobile por captação de áudio, mediante permissão do usuário. Também há soluções segmentadas mensuráveis para Connected TV (CTV), via plataformas próprias da OPL Digital, e para TV e rádio Sync, que ampliam o alcance da campanha ao sincronizar anúncios de TV e de rádio com o mobile.

Para lojas físicas, há a identificação de visitas, após o impacto de mídia mobile. Os produtos para Mobile Digital Out Of Home (MDOOH) trazem parcerias com grandes players. Já o formato Click to Calendar, outro diferencial, permite que a estreia de uma série ou o início de uma promoção, por exemplo, sejam adicionados ao calendário em um só clique. Diversas opções de direcionamentos também levam o usuário para ações variadas a partir do clique, como para redes sociais e apps.

Além do básico e fora da caixa
Ao analisar os impactos da pandemia na publicidade, o IAB Brasil e a Nielsen, por meio de pesquisa realizada entre novembro e dezembro de 2020, com 167 entrevistados — de anunciantes, agências, adtechs, veículos e outros —, mencionam a expectativa de aumento nos investimentos em anúncios digitais e marketing de influência, em 2021. Com o aumento da procura por ações digitais, dois quesitos são fundamentais: segurança e confiança.

A OPL Digital atua em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Parceiros como Nielsen e IAS realizam auditorias e verificações independentes, que demonstram os níveis de visibilidade dos anúncios e riscos de brand safety e de fraude. Em todas as campanhas, a empresa garante viewability de no mínimo 70%, auditado pela Moat e Adledge. “Não desperdiçamos o dinheiro do cliente. Nossas soluções de mídia mobile são além do básico e fora da caixa, com comprovação de eficácia e qualidade”, afirma Darakdjian.

De acordo com Bruno Purri, media strategist LAM da Schneider Electric, “nunca tivemos resultados tão positivos em campanhas de marketing, até começarmos a trabalhar com a OPL Digital”. Uma das conquistas de destaque da marca foi em uma campanha de geração de leads qualificados, em que obteve um retorno acima de R$ 1,5 milhão, em seis meses, cerca de 12,5 vezes o valor investido. A fabricante de bebidas alcoólicas Pernod Ricard também coleciona êxitos junto à OPL Digital, diz Darakdjian, como ótimos resultados na última Black Friday.

O fundador e CEO destaca que a OPL Digital está disponível para atender qualquer cliente, independentemente do porte e segmento, e pode alcançar qualquer público. Para Darakdjian, trabalhos com o setor público, sobretudo com órgãos federais, confirmam a alta capacidade da OPL Digital, dado o rigor desses anunciantes desde a contratação até as entregas. A empresa também possui larga experiência com variados segmentos de empresas nacionais e multinacionais, como de alimentos, vestuário, automotivo, ensino e finanças, entre outros. “A OPL Digital dá atenção especial para cada cliente e o atende de forma personalizada”, explica o CEO.

 

Fontes: Gartner e Global App Trends; FGVcia; Ipsos; e Ebit/Nielsen — Ilustrações: Irina Strelnikova/Istock

Nova ordem digital

O Brasil é o quinto maior mercado de smartphones e o segundo maior de apps do planeta, segundo a Gartner e o Global App Trends, com oportunidades gigantes para o mobile. “A pandemia agilizou o digital no País, que estava atrasado. Vejo 2021 como o ano da consolidação da efetividade do mobile”, analisa Darakdjian, CEO da OPL Digital. Como resultado dessa transformação, a OPL Digital obteve faturamento recorde em 2020, com o mobile respondendo por 90% de suas campanhas.

As marcas permanentes da virada digital também são ressaltadas pelo comércio eletrônico, fonte preciosa de dados sobre hábitos do consumidor. Pesquisa da Ebit/Nielsen mostra que cerca de 7,3 milhões de brasileiros fizeram sua primeira compra online, no primeiro semestre de 2020, um crescimento de 40%. Quem buscar parceiros de referência no mobile, como a OPL Digital, e explorar esse cenário, que continuará se transformando com a chegada da internet 5G, seguramente estará entre os líderes deste efervescente mercado.

Saiba mais: https://opldigital.com
Contato: comercial@opldigital.com

Publicidade

Compartilhe