“Nossos clientes estão felizes sem publicidade”

Buscar

“Nossos clientes estão felizes sem publicidade”

Buscar
Publicidade

Mídia

“Nossos clientes estão felizes sem publicidade”

Em visita ao Brasil, Reed Hastings, CEO da Netflix, reforça que o modelo de negócios da empresa não muda e anuncia a nova série original Samantha


7 de fevereiro de 2017 - 11h25

 

WhatsApp Image 2017-02-07 at 10

Reed Hastings, nesta terça-feira, 7, em São Paulo

As receitas vindas de assinatura serão suficientes para manter o ritmo de investimentos em conteúdo original da Netflix. É o que acredita Reed Hastings, CEO da plataforma, ao responder ao Meio & Mensagem sobre a possibilidade de criar novos modelos de negócios e considerar a inclusão de publicidade em seu conteúdo. “Nossos assinantes estão felizes justamente por não termos publicidade e não há intenção de mudar esse modelo”, disse Reed.

Em visita inédita ao Brasil, Reed falou com um grupo de jornalistas e ressaltou os investimentos em conteúdo original no Brasil ressaltando a repercussão da série 3%, primeira produzida no País. “Estamos investindo maciçamente na América Latina e no Brasil”, disse Reed. O executivo anunciou em primeira mão o lançamento da série de comédia Samantha, sobre uma jovem que se envolve com um ex-jogador de futebol que passou dez anos na prisão. “Essa série reflete a cultura brasileira pelo mundo.” A produção é das Losbragas e as gravações começam já em 2017. O executivo também comentou os preparativos para a série sobre a Operação Lava Jato com direção de José Padilha e a segunda temporada de 3%.

Questionado se a plataforma tem planos de investir em modelos como telenovelas e programas inspirados em religião no Brasil, ele ressaltou que não há nada específico sobre o assunto, mas destacou que o objetivo da Netflix é produzir conteúdo original que possa ser sucesso em outros países do mundo. “O Brasil é um foguete, é isso que digo a meus investidores.”

Foco em investimentos

Pouco mais de cinco milhões de assinantes no Brasil. Essa é a base da Netflix por aqui, segundo estimativas de mercado. O que coloca o País como o terceiro mais importante da plataforma atrás de Estados Unidos e Reino Unido. De acordo com os dados de 2016, divulgados em janeiro pela Netflix, a receita global foi de US$ 8,3 bilhões, alta de 35% em relação ao ano anterior em um total de 93,8 milhões de assinantes em todo o mundo. No primeiro trimestre de 2017, a empresa projeta 5,2 milhões de novos clientes, sendo 1,5 milhões nos EUA e 3,7 milhões no mercado internacional.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Anunciantes e Kantar criam novo player de medição de audiência nos EUA

    Anunciantes e Kantar criam novo player de medição de audiência nos EUA

    Chamada de Aquila, plataforma é fruto de coalização entre Associação dos Anunciantes, Kantar, Meta, Amazon e TikTok

  • Pinterest lança ferramentas de IA para criativos e performance

    Pinterest lança ferramentas de IA para criativos e performance

    Recursos estão sob guarda-chuva do Pinterest Ad Labs, novo programa de inovação da plataforma para marcas selecionadas testarem os protótipos