>>>>LINK >>> >>>ID >>

Usuários diversificam consumo de notícias após fake news, aponta Kantar

Buscar

Últimas notícias

Publicidade

Usuários diversificam consumo de notícias após fake news, aponta Kantar

De acordo com estudo realizado em quatro países, 40% dos leitores aumentaram o número de fontes que usam em comparação aos últimos 12 meses


31 de outubro de 2017 - 15h21

A Kantar publicou nesta terça-feira, 31, os resultados de seu estudo global sobre confiança nas notícias, o “Trust In News”. Segundo o estudo, feito com 8 mil pessoas do Brasil, França, Reino Unido e Estados Unidos, os leitores estão diversificando seu consumo de notícias: 40% dos entrevistados aumentaram o número de fontes que usam em comparação com os 12 meses anteriores. Ainda, 4 a cada 10 usuários de mídias sociais dizem explorar pontos de vista diferentes de seus próprios.

Mais de 75% dos consumidores de notícias declaram ter efetuado uma averiguação independente dos fatos de uma história, enquanto 70% reconsideraram compartilhar um artigo, preocupados que pudesse tratar-se de notícias falsas. Por outro lado, quase um em cada cinco entrevistados admite ter compartilhado uma história após ter lido apenas o título.

Nos quatro países estudados, 46% dos consumidores de notícias acreditam que  as notícias falsas tiveram impacto nos resultados de suas últimas eleições. Isto ficou mais pronunciado no Brasil – onde 69% acreditam que este tipo de notícia teve impacto político, e nos EUA, onde 47% acham que houve uma influência. Por outro lado, 44% deles acreditam que as audiências têm a responsabilidade de combater ‘fake news’.

Credibilidade

As revistas impressas são consideradas as fontes de notícias mais confiáveis, de acordo com 72% dos respondentes. Elas são seguidas por outros veículos consolidados, como jornais impressos e noticiários de TV e rádio – que têm a confiança de 67% dos respondentes. No entanto, as versões online de veículos impressos, canais de TV e rádio são consideradas ligeiramente menos confiáveis, com entre 63% e 65% de confiança.

Já os veículos de notícias exclusivamente online são considerados confiáveis por 50% da população. Por fim, pouco mais de 30% dos respondentes confiam em informações de apps de mensagens e mídias sociais.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”