A polêmica do Big Brother Brasil

Buscar
Publicidade

Mídia

A polêmica do Big Brother Brasil

Após onda de protestos na internet e envolvimento da Polícia, direção da Globo elimina um participante do reality de maior audiência da TV


17 de janeiro de 2012 - 9h20

Atualizada às 16h38

Pela primeira vez não foi o conhecido “paredão” que eliminou um participante do Big Brother Brasil. Após uma grande polêmica suscitada pela internet nesse final de semana – que culminou até no envolvimento da polícia no assunto –, a direção do reality show de maior audiência da TV Globo optou por eliminar um dos participantes sob a alegação de “comportamento inadequado”.

A expressão, justificada pela Globo em um comunicado e, posteriormente, reforçada pelo apresentador Pedro Bial durante a edição dessa segunda-feira, 16, diz respeito aos atos que, supostamente, o participante teria cometido durante uma festa, promovida no final de semana, que não passaram despercebidos aos olhos do público. 

A polêmica começou na madrugada de sábado, quando o pay-per-view mostrava as cenas de uma festa na casa. O que seria a cena de mais um casal debaixo do edredon (uma das marcas registradas da atração) rapidamente virou assunto na web pela observação dos espectadores: durante uma suposta cena de relação sexual entre os participantes Daniel e Monique, a moça parecia estar desacordada. 

Rapidamente, o público reagiu e postou mensagens no Twitter chamando a atenção da produção e do próprio Boninho, diretor do reality, sobre o que seria, na denominação legal, estupro de vulnerável. A polêmica virou assunto na imprensa e, a primeira justificativa dada oficialmente pela TV Globo a todos os veículos – e também ao Meio & Mensagem – foi a de que a participante envolvida na história havia sido interrogada no domingo 15, e a própria moça teria confirmado estar sob efeito de álcool na noite da festa e afirmado que tudo o que ocorreu no quarto havia sido consensual.

Porém, a pressão dos internautas e o próprio comportamento de Monique na casa (que, posteriormente, declarou aos demais participantes que não se lembrava do ocorrido com precisão) não deixaram o assunto morrer por aí. Na tarde da segunda-feira 16, policiais da 32ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro foram até o Projac, onde é filmada a atração, para apurar o caso e dispostos a realizar o exame de corpo de delito, caso a participante permitisse. O Ministério Público também se envolveu no caso, afirmando que o ocorrido deveria ser seriamente investigado.

Diante de tanta polêmica, a Globo acabou por rever sua posição. Horas depois de a Polícia ter chegado à casa, foi publicada na internet a notícia de que o participante Daniel teria sido eliminado. Mais tarde, na edição do programa, Pedro Bial confirmou o fato com uma sucinta explicação: a produção teria avaliado o comportamento de Daniel e, por julgar que ele infringiu as regras do programa, optou por eliminá-lo. Não houve menção ao fato e nem explicação do motivo da eliminação para o grande público. Na sequencia, as imagens da casa já mostravam que o participante não estava entre os demais.

O anúncio da eliminação rendeu a maior audiência desse BBB 12. Nessa segunda-feira 16, o programa marcou uma média de 36 pontos no Ibope na Grande São Paulo (cada ponto equivale a 58 mil domicílios). No dia da estreia, em que o programa havia alcançado uma boa audiência, a média havia sido de 34 pontos. 

As cifras do BBB

A 12ª edição do BBB estreou há uma semana, no dia 10 de janeiro e, mais uma vez, quebrou recordes de faturamento mesmo antes de entrar no ar. Ainda em 2011, a Globo já havia vendido todas as cotas de patrocínio para essa temporada do reality pelo valor de tabela de R$ 20,6 milhões cada (preço 22% superior ao cobrado no BBB 11). Os cotistas dessa edição são: Fiat, Unilever (Omo), Niely, Ambev (Guaraná Antarctica) e Schincariol (Devassa).

Essas cotas, no entanto, configuram somente uma ponta do iceberg na montanha do faturamento que gera o BBB. Muito requisitado pelos anunciantes, o programa tornou-se uma vitrine de ações de merchandising, com marcas patrocinando provas, festas e atividades com os participantes. 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Globo tem faturamento recorde de publicidade no primeiro trimestre

    Globo tem faturamento recorde de publicidade no primeiro trimestre

    Impulsionada pelo BBB 24, empresa arrecadou R$ 2,33 bilhões com negociações comerciais, 18% a mais do que no início de 2023

  • RedeTV! e Uol firmam parceria e promovem debates eleitorais

    RedeTV! e Uol firmam parceria e promovem debates eleitorais

    Veículos preparam debates nas eleições municipais de São Paulo em setembro e outubro, para o caso de segundo turno