Cade aprova venda do Grupo Abril

Buscar

Mídia

Publicidade

Cade aprova venda do Grupo Abril

Conselho não impôs restrições para a aquisição pela Cavalry Investimentos, do empresário Fábio Carvalho

Sergio Damasceno Silva
9 de janeiro de 2019 - 12h23

Fabio Carvalho, se aprovado pelos bancos credores, deve assumir como CEO do Grupo Abril em fevereiro (Crédito: Masao Goto Filho/Divulgação)

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a aquisição do Grupo Abril pela Cavalry Investimentos, empresa controlada por Fábio Carvalho. Em entrevista a Meio & Mensagem no final de dezembro, o executivo havia afirmado que assumiria como CEO da Abril em fevereiro assim que o Cade aprovasse a transação. Mas, ainda falta a aprovação dos bancos credores do grupo, o Bradesco, Itaú e Santander.

O Grupo Abril está em processo de recuperação judicial desde agosto do ano passado e, em dezembro, anunciou a venda para Fábio Carvalho. A aprovação do Cade se deu em rito sumário, o que significa que a área técnica não julgou necessário submeter o negócio ao tribunal do conselho e não foram impostas restrições. “A superintendência-geral conclui que a presente operação não tem o condão de causar prejuízos à concorrência nos mercados de atuação das partes no Brasil”, diz a nota sobre o negócio. O Cade identificou que a operação poderia resultar em concentração no mercado de serviços de distribuição de encomendas, já que a Abril é dona da empresa Total Express, enquanto Fábio Carvalho detém participação na empresa CEV, que atua com vendas online. O órgão, no entanto, concluiu que esse mercado é pulverizado e a participação das duas empresas somadas é inferior a 20% e, dessa forma, não haveria impacto significativo para a concorrência.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Fabio Carvalho

  • Grupo Abril

  • Cavalry Investimentos

  • Total Express

  • CEV

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”