Revistas se unem para combater a violência contra a mulher

Buscar

Mídia

Publicidade

Revistas se unem para combater a violência contra a mulher

Em parceria com a Malwee, veículos promovem campanha digital para incentivar doações para ONGs que lidam com o tema


12 de março de 2020 - 6h00

Produzidas pela Malwee, camisetas serão usadas pelas equipes das revistas e influenciadoras convidadas (Crédito: Divulgação)

O combate à violência doméstica contra a mulher levou sete revistas, de diferentes editoras, a se mobilizarem em uma ação digital. A campanha #JuntxsSomosMaisFortes vai incentivar doações para ongs que ajudam mulheres em situação de violência. Vogue, Glamour, Marie Claire, Ela, Crescer, Claudia e L’Officiel participam do movimento.

A campanha foi uma iniciativa da Vogue para homenagear o mês da mulher. O objetivo da companhia era criar uma ação inédita que gerasse engajamento em torno da causa. Para isso, a Malwee entrou como parceira da iniciativa para confeccionar 50 camisetas com a hashtag da campanha, que serão usadas pelas equipes das revistas e por atrizes, modelos, influenciadoras convidadas pelos veículos.

As ongs Instituto Maria da Penha, Apolônias, União de Mulheres da Amelinha Teles, Instituto Patricia Galvão e Centro de Referência para Mulheres da UFRJ foram as escolhidas para participar do projeto.

*Crédito da foto no topo: iStock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Vogue

  • Glamour

  • Malwee

  • Crescer

  • Marie Claire

  • ela

  • claudia

  • l'officiel

  • Engajamento

  • revistas

  • violência doméstica

  • combate à violência contra a mulher

  • ação digital

  • juntxs somos mais fortes

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”