Mídia regional e inovação: proximidade é a alma do negócio

Buscar

Brand Voice

APRESENTA

Mídia regional e inovação: proximidade é a alma do negócio

Alright AdTech investe na relação com a audiência para unir com sucesso grandes marcas nacionais aos publishers locais

Jornalismo local potencializa entregas da adtech Alright

Jornalismo local potencializa entregas da adtech Alright



1 de julho de 2021 - 15h14

Sob o guarda-chuva de métricas confiáveis e da efetividade da mídia programática, o ato de integrar inovação e melhores práticas de venda de mídia na internet ao jornalismo local permite com que anunciantes cultivem, cada vez mais, uma relação próxima com seus os consumidores.

É nessa ponte que atua a Alright AdTech. Com o objetivo de criar um ambiente seguro para as marcas, rentável para os publishers e relevante para a audiência, a empresa foca na comercialização de anúncios em portais regionais ou temáticos, distribuídos pelo Brasil.

“Somos um País rico e distinto. Trazemos essa oportunidade de falar a todas as regiões, com escalabilidade e confiança de saber exatamente todos os veículos onde a mídia será exibida”, afirma Domingos Secco, fundador e CEO da Alright.

Relevância e proximidade
Parte do sucesso da Alright baseia-se na capilaridade entre as diversas regiões brasileiras. Para isso, a adtech busca melhorar, constantemente, o padrão de oferta dos publishers regionais, sendo uma protagonista na implementação de melhores práticas do mercado. Dessa forma, é possível que uma empresa de mídia local possa confrontar um grande portal de jornalismo nacional, na competição pelo público daquela cidade ou região.

Nessa disputa, a balança tende a pesar para quem está mais próximo da audiência – porque a relação entre o público e o veículo da cidade é única e emocional. “O que estamos propondo é que as marcas criem uma presença através de um veículo de alta credibilidade e relacionamento com o público local”, diz Secco.

Entre os anunciantes da Alright AdTech estão: Sebrae, C6 Bank, Tramontina, 99 e Banco Original.

Desenvolvimento horizontal
Trazer marcas já consolidadas ao ambiente regional, por meio da mídia programática contextualizada, traz vantagens diretas aos jornais e portais locais. A chegada dessa receita é acompanhada de um movimento de recuperação dos publishers regionais, que já é reconhecido mundialmente (veja mais no box abaixo). Naturalmente, a confiança dos leitores atrelada à força da mídia aumenta a receita por mil impressões (RPM), o que gera um ciclo virtuoso ao ecossistema de mídia digital.

“A relevância do conteúdo no jornalismo local é muito maior para a audiência de cada região. Assim, as marcas acabam investindo de forma mais segura, do ponto de vista do contexto, onde exibem publicidade”, afirma Fabiano Goldoni, fundador e sócio-diretor da Alright.

Para liderar o setor, a adtech criou uma estratégia de implementação tecnológica, que compreende a realidade de cada empresa. Há soluções para os que ainda são inteiramente analógicos na venda de mídia, para quem é intermediário na transação e para os que já têm experiência na venda de programática contextualizada. Para este último grupo, a principal entrega é a unificação de todas as receitas, geradas por publicidade, em um único dashboard. Em todas as categorias, há a entrega infraestrutura digital personalizada e, ainda, uma série de conteúdos educativos, sob a chancela da Alright Academy – que inclui lives, documentos e relatórios a todos os publishers parceiros.

“Quanto mais o mercado regional sabe, menos a gente precisa explicar o porquê é necessário aumentar viewability e taxas de cliques em um anúncio. Com isso, buscamos sempre os indicadores-chave altos”, diz Luciano Terres, sócio e CTO da Alright.

Estratégia de crescimento
A capitalização da empresa ocorre via divisão da receita gerada pela operação. A estratégia tem dado resultado. Aliado ao crescimento, a Alright AdTech conquistou, em 2019, um aporte do Fundo Criatec 3, criado pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). No primeiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2020, o faturamento da empresa saltou 52%. A expectativa é superar a casa dos 80% de crescimento, até o fim de 2021.

Publishers regionais: proximidade valiosa

O consumo de notícias locais acompanha o sentimento de pertencimento à uma comunidade. Segundo o levantamento “Reuters Institute Digital News Report 2021”, realizado neste ano em 38 países, incluindo o Brasil, o jornalismo regional ganha destaque diante da competição entre grandes publishers, seja por conta de centralismo político, seja por fatores culturais, como importância da família e identificação com o conteúdo a nível individual.

O Brasil está entre um dos países de destaque no consumo de conteúdo de empresas regionais de mídia, no oitavo lugar. No último ano e meio, entretanto, essa relevância ganhou novos contornos. Isso porque, tradicionalmente, o principal papel do jornalismo local era fiscalizar os poderes legislativo e executivo municipal, seguido pela oferta de serviços à população – como a previsão do tempo e a agenda cultural.

Com a Covid-19, a situação local da pandemia tornou-se o principal tema que os usuários buscam entre os veículos regionais. Pelo menos, 53% dos pesquisados no estudo da Reuters afirmaram ter acessado esse tipo de conteúdo, na última semana, em empresas de mídia regionais.

Publicidade

Compartilhe

Veja também