CEO da Amazon confirma demissões e prevê mais cortes em 2023

Buscar

CEO da Amazon confirma demissões e prevê mais cortes em 2023

Buscar
Publicidade

Mídia

CEO da Amazon confirma demissões e prevê mais cortes em 2023

Em nota, Andy Jassy afirmou que as reduções de cargos seguem a revisão anual do planejamento operacional da empresa


18 de novembro de 2022 - 14h59

Na segunda-feira, 14, havia a especulação de que a Amazon teria demissões de mais de 10 mil de seus colaboradores, segundo o The New York Times. Mas na quinta-feira, 17, o CEO da companhia, Andy Jassy, detalhou os planos de demissão da big tech confirmando mais cortes para o ano que vem. O memorando é público e foi publicado no site da própria Amazon.

Amazon sofre com demissões

(Crédito: Shutterstock)

“Estamos no meio de nossa revisão anual do planejamento operacional, na qual analisamos cada um de nossos negócios e tomamos decisões sobre o que acreditamos que devemos mudar”, escreveu Jassy. Segundo ele, os líderes de toda a empresa estão trabalhando com suas equipes e analisando os níveis de força de trabalho, investimentos para o futuro e priorizando o que é mais importante para os clientes e para a saúde dos negócios a longo prazo.

No mesmo dia, a Amazon comunicou demissões nas áreas de Dispositivos e Livros, além de anunciar oferta de demissão voluntária para alguns funcionários no departamento de pessoas, experiência e tecnologia.

As demissões ocorrem em um momento de crise não só para as big techs, como Meta, Google e Twitter, mas em um cenário de recessão econômica que além de atual, deve ser anunciada para o ano seguinte.

O CEO cita que toda decisão será comunicada de forma prévia diretamente aos colaboradores afetados no início de 2023, antes que a notícia se torne pública ou tome rumos mais amplos. “Não passou despercebido por mim ou por qualquer um dos líderes que tomam essas decisões que não são apenas funções que estamos eliminando, mas sim pessoas com emoções, ambições e responsabilidades cujas vidas serão impactadas”, apontou o executivo.

Jassy assumiu o posto de CEO em julho do ano passado em meio às incertezas causadas pela pandemia da Covid-19. Ele ressalta que essa tem sido a decisão mais difícil que tomaram até agora.

No memorando, ele complementa: “Estamos trabalhando para apoiar aqueles que são afetados e tentando ajudá-los a encontrar novas funções nas equipes que precisam; e nos casos em que isso não for possível, estamos oferecendo pacotes que incluem um pagamento de separação, benefícios transitórios de seguro de saúde e suporte externo para colocação em trabalho”.

Confira o comunicado na íntegra.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • TV Cultura quer renovar propósitos sociais e comerciais aos 55 anos

    TV Cultura quer renovar propósitos sociais e comerciais aos 55 anos

    Emissora pretende dar continuidade à programação educativa e cultural e atrair mais parceiros do mercado publicitário para projetos embasados em propósito

  • KOI Group lança plataforma EWO, focada em out-of-home

    KOI Group lança plataforma EWO, focada em out-of-home

    Plataforma de mídia exterior urbana busca oferecer cruzamento de dados inteligentes e segmentação precisa