Leo Burnett Tailor Made absorve a Neogama

Buscar

Comunicação

Publicidade

Leo Burnett Tailor Made absorve a Neogama

Após saída de Alexandre Gama, agência fundada por ele é integrada à Leo Burnett Tailor Made. Conflitante com Fiat, conta da Renault será atendida pela DPZ&T

Alexandre Zaghi Lemos
1 de dezembro de 2017 - 12h37

O Publicis Communications, rede criativa do Publicis Groupe, decidiu consolidar duas de suas operações de publicidade no Brasil: a Leo Burnett Tailor Made absorve a Neogama. A movimentação acontece após a confirmação da saída de Alexandre Gama, que fundou a Neogama em 1999, conforme adiantado por Meio & Mensagem na manhã desta sexta-feira, 1º.

Após um processo de transição, a intenção é que já nos primeiros meses de 2018 os profissionais e clientes da Neogama estejam integrados à Leo Burnett Tailor Made. Com isso, a marca Neogama deixa de existir.

Como a Leo Burnett Tailor Made atende a Fiat, a única grande conta conflitante da Neogama é a de Renault, que será transferida para a DPZ&T, outra agência do Publicis Communications. A expectativa é a de que os demais clientes sigam para a Leo Burnett Tailor Made, entre os quais, Química Amparo, O Boticário, Mobil, Santher, Perfetti Van Melle, Sompo Seguros, Infojobs e Autostar.

“Alinhar as duas agências criativas vai possibilitar combinar o espírito empreendedor da Neogama com a escala da Leo Burnett Tailor Made para oferecer melhores e mais amplas soluções aos clientes. Alexandre deixa um inegável legado criativo para todas as marcas com as quais ele trabalhou e nós o agradecemos pela contribuição. Estou ansioso para trabalhar mais com Marcio e Marcelo que assumem agora a liderança de uma oferta ainda mais forte e estratégica aos clientes”, diz em comunicado oficial Justin Billingsley, Publicis Communications Global Chief Operating Officer, se referindo a Marcio Toscani e Marcelo Reis, copresidentes da Leo Burnet Tailor Made.

Alexandre Gama fundou a Neogama em 1999 e em 2002 vendeu uma participação minoritária para a rede inglesa BBH, na qual o Grupo Publicis já tinha uma participação. Com isso, a agência passou a se chamar Neogama/BBH. Em 2012, o Publicis Groupe adquiriu 100% das ações da BBH e da Neogama/BBH e Alexandre Gama passou a atuar como worldwide chief creative officer (WCCO) da rede inglesa, sucedendo John Hegarty, um dos fundadores da BBH. Entretanto, em 2016, Gama deixou a sua função global e conseguiu retirar a Neogama da rede BBH, em um movimento incomum no mercado global de agências. Desde então, a Neogama vinha operando de forma independente dentro do Publicis Communications, que informa, em seu comunicado oficial, que a saída de Alexandre Gama foi “preparada de forma planejada, paulatina e conjunta ao longo dos últimos dois anos”.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”