Marcas firmam compromissos de investir em diversidade

Buscar

Marketing

Publicidade

Marcas firmam compromissos de investir em diversidade

Nos EUA, cresce movimento de incentivo a veículos liderados por negros, hispânicos, asiáticos, mulheres e pessoas LGBT


21 de maio de 2021 - 6h00

Com informações do Advertising Age

Nas últimas semanas, grandes marcas multinacionais divulgaram planos e projetos para ampliar seus investimentos em empresas lideradas por pessoas negras e não-brancas, com o objetivo de ajudar a fomentar os negócios conduzidos por grupos diversos.

(Crédito: Reprodução)

Nessa quinta-feira, 20, o McDonald’s prometeu dobrar os investimentos feitos em empresas de mídia, produtoras e criadores de conteúdo diversos até 2024. Nos próximos quatro anos, a companhia pretende ampliar os investimentos de publicidade nos Estados Unidos em plataformas lideradas por pessoas negras, hispânicas e asiáticas, mulheres e pessoas LGBT. Atualmente, esses investimentos correspondem a 4% do total feito pela companhia e, a meta, é elevar a 10%.

Além disso, a rede de fast food também se comprometeu a fazer parcerias com entidades de mídia de propriedade de pessoas diversas.

“Com esse movimento recente, estamos tomando atitudes para ampliar a presença de empresas de proprietários diversos em toda a cadeia de marketing. Estamos usando nossos recursos para apoiar essas plataformas e negócios enquanto criamos relações mais profundas com nossos consumidores, equipes e funcionários diversos”, escreveu, em nota, Morgan Flatley, chief marketing e digital customer officer do McDonald’s nos Estados Unidos.

A iniciativa do McDonald’s segue uma série de outros anúncios feitos por grandes anunciantes em relação a ações práticas para a promoção da diversidade. Em abril, a General Motors comprometeu-se a dedicar 4% de seu budget de publicidade a empresas de mídia lideradas por negros até o ano que vem, incrementando esse índice para 8% até 2025.

A Verizon, gigante das telecomunicações nos Estados Unidos, também declarou que irá destinar, no mínimo, 2% de sua verba publicitária deste ano para investir em veículos liderados por profissionais negros. Esta semana, foi a vez da Disney abordar o assunto durante uma conferência com investidores. A companhia convidou os anunciantes a colocarem os compromissos multiculturais como suas próximas metas de negócios. No início de maio, a Hyundai Motor America contratou a primeira agência de marketing afro-americana para a realização de trabalhos de publicidade.

As agências, por sua vez, estão dobrando os esforços para ampliar a diversidade de seus investimentos de mídia. O GroupM, do WPP, firmou o “Compromisso 2%”, sugerindo a seus clientes que invistam, ao menos, esse percentual em veículos liderados por pessoas diversas. Já o IPG Mediabrands prometeu investir, no mínimo, 5% das verbas de marketing de seus clientes em empresas de mídia fundadas por negros até 2023.

Todo esse movimento acontece depois de executivos de mídia negros, liderados por Byron Allen, iniciarem um chamado para que a Madison Avenue, tradicional reduto de agências de publicidade dos Estados Unidos, dedicassem ao menos 2% de seus orçamentos em mídia de propriedade de pessoas negras.

Publicidade

Compartilhe