Omnicom registra 2,6% de crescimento em 2018

Buscar

Comunicação

Publicidade

Omnicom registra 2,6% de crescimento em 2018

Receita da holding no quarto trimestre retrai 2,2% em relação ao mesmo período de 2017; companhia comemora entrada de novos negócios, como Ford


12 de fevereiro de 2019 - 15h51

Por Megan Graham, do Ad Age

John Wren, CEO do Omnicom: holding segue priorizando oferta global a clientes dos mais diversos setores (Créditos: SpencerPlatt/GettyImages)

O Omnicom apresentou crescimento orgânico de 3,2% no quatro trimestre de 2018. Publicado nesta terça-feira, 12, o relatório financeiro da holding também aponta que a companhia cresceu 2,6%, considerando todo o ano fiscal.
Nos últimos três meses de 2018, a companhia obteve receita de US$ 4,09 milhões companhia ante US$ 4,18 milhões do mesmo período em 2017 – uma retração de 2,2%.

Ainda assim, o organização comemora a entrada de novos negócios em 2018, como a vitória da conta do Exército norte-americano pela DDB, que durante muitos anos esteve na McCann. Também no ano passado, a Ford entregou suas demandas criativas à BBDO. Também entraram para o portfólio da holding as contas de Dunkin (criação) e Daimler AG (mídia).

John Wren, CEO do Omnicom, atribuiu as conquistas à estrutura flexível e integrada entre as agências da companhia, que vem investindo em um modelo que inclui áreas práticas em disciplinas como CRM, marketing de precisão e relações públicas.

“Não se tratava de transformar todas as agências em uma só, mas de investir em nossas marcas e conectá-las por meio de nossos grupos de práticas, clientes globais e plataformas como a Omni, que nos permitiram ganhar escala de forma ágil, fluida e diversa”, disse Wren.

Na semana passada, o Publicis Groupe reportou crescimento de US$ 170,4 milhões no quatro trimestre de 2018 relatando “atritos na publicidade tradicional para além do esperado”.

Questionado por um analista se certos fatores geopolíticos como Brexit ou desaceleração na China influenciariam o investimento dos clientes em 2019, Wren não pareceu alarmado.

“Os clientes com os quais falei reconhecem o fato de que há muita mudança acontecendo no mundo. Dito isso, estão no ramo de vender produtos e expandir suas linhas. Então vão continuar a fazer quaisquer atividades sejam necessárias para concretizar essas tarefas”.

Em resposta a outra questão, Wren afirmou que desde sua formação a holding esteve focada em servir clientes globalmente, sem concentrar-se em áreas ou indústrias específicas.

“Se olhar para nossos maiores 25 clientes, não são uma concentração de uma indústria em particular. Há tecnologia, automóvel, farma, serviço financeiro. Vai além”, explicou Wren.

No final da manhã desta terça-feira, 12, as ações do Omnicom caíram 1,5% a US$ 72,74.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Ford

  • BBDO

  • Omnicom

  • John Wren

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”