Jornal O Popular completa 75 anos

Buscar

Mídia

Publicidade

Jornal O Popular completa 75 anos

Ao longo do ano, a publicação do Grupo Jaime Câmara, de Goiás, realizará diversas ações comemorativas


2 de abril de 2013 - 5h26

Com ares de modernidade, o jornal O Popular chega aos 75 anos. A publicação do Grupo Jaime Câmara, a maior empresa de comunicação e mídia do Centro-Norte do Brasil, alcança os três quartos de século com grandes investimentos em tecnologia e em uma redação convergente. Segundo Cileide Alves, editora-chefe do jornal, o veículo é o primeiro do País a fazer integração total de softwares. “Quando o impresso fica pronto, ele é automaticamente publicado na versão online”. As notícias factuais, o acesso aos blogs e algumas reportagens estão disponíveis aos usuários, o restante do conteúdo publicado está inserido no modelo paywall, adotado em maio de 2012.

Durante este ano, diversas ações comemorativas serão realizadas para marcar os 75 anos do jornal, comemorado nesta quarta-feira, 03. A edição de aniversário ganhará tiragem de 60 mil exemplares, o dobro das edições diárias semanais. Na publicação especial será apresentada a pesquisa “Por que a gente é assim?”, que revela as preferências do povo goiano.

Até o fim do ano, todos os meses, no dia 24, haverá uma ação especial. A data refere-se ao aniversário de Goiânia, comemorado no dia 24 de outubro. Entre elas, um caderno especial com 75 fotos históricas, que ilustram os principais pontos do Estado e uma versão atualizada dessas imagens para detalhar a evolução do local. A Bees Publicidade é a agência responsável pela campanha de aniversário.

Entre emissoras de rádio, televisão e jornais impressos, o grupo afiliado à Rede Globo possui atualmente 31 veículos. Na semana passada, a organização Jaime Câmara estreou duas mudanças em sua marca. Com o objetivo de separar a identidade dos veículos e remontar a trajetória, a empresa passou a utilizar a denominação Grupo Jaime Câmara e alterou o logotipo.

Trajetória regional
A capital de Goiás havia completado cinco anos de existência quando o jornal O Popular começou a ser distribuído na região. A primeira edição da publicação do GJC chegou às bancas no dia 03 de abril de 1938 com apenas quatro páginas e uma tiragem de três mil exemplares. Antes de chegar ao formato atual, os irmãos Joaquim Câmara Filho, Jaime Câmara e Vicente Rebouças, criadores do jornal, desenvolveram o jornal satírico Vossa Senhoria, em 1935, que se tornou o embrião do Popular. A partir de 2010, a publicação iniciou um período de transformações. Reformas gráficas e editoriais foram integradas, além de uma nova estrutura priorizando a harmonia entre os assuntos abordados.

Na opinião de Cileide, a longevidade da publicação está relacionada ao desenvolvimento do Estado e da sociedade. “Ao longo de sua história sempre esteve muito próximo à população e construção do Estado. É possível perceber isso nas capas dos jornais”, comenta.

50 anos da TV Anhanguera
Neste ano, também será festejada outra efeméride do Grupo. Para comemorar as cinco décadas de existência da TV Anhanguera, completadas em 24 de outubro, a emissora promoverá diversas ações direcionadas ao telespectador. Uma dela acontecerá durante a Copa das Confederações, quando a seleção brasileira treinará em Goiânia. Para acompanhar o período esportivo, um quadro com a participação de comentaristas e cronistas estreará na programação a partir de maio.

Núbia Lobo, subchefe de redação, considera uma grande responsabilidade participar da programação de 50 anos. “Temos a missão de mostrar a trajetória da televisão para a população de Goiás. Estamos comemorando e reforçando conceitos e o compromisso com os telespectadores”, afirma.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”