BandNews FM testa modelo que combina música e jornalismo

Buscar

Mídia

Publicidade

BandNews FM testa modelo que combina música e jornalismo

Com a proposta de expandir para cidades menores, emissora começa a testar a transmissão mista de conteúdo

Bárbara Sacchitiello
29 de novembro de 2017 - 16h20

Mario Baccei, vice-presidente de Rádios do Grupo Bandeirantes (Crédito: Celina Filgueiras)

Lançada há 12 anos com a premissa de fornecer conteúdo jornalístico 24 horas, a BandNews FM começa a experimentar um novo modo de atuação a partir desta semana. A rede deverá começar também a tocar música. A cidade paranaense de Maringá será a primeira praça a receber o modelo. Segundo Mario Baccei, vice-presidente de rádio do Grupo Bandeirantes, a ideia é levar a emissora a cidades menores; atingir novas fatias de público, tanto em termos de região como de faixa etária; e repaginar o estilo de uma das principais marcas jornalísticas do grupo.

Estamos adaptando o formato da emissora para praças que não comportam a estrutura de uma BandNews FM completa. Nosso foco com esse formato é atender mercados de até 500 mil habitantes”, explica Mario. O projeto também visa expandir a presença da rádio, que transmite sua programação na Grande São Paulo (pela geradora de rede) e possui filiais em Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Curitiba, Espírito Santo, Fortaleza, João Pessoa e Manaus. Essa última, inclusive, foi inaugurada recentemente e marcou a entrada na emissora na região Norte do Brasil.

Apesar da música, a BandNews FM mantém o conteúdo jornalístico. “O novo formato contempla canções nacionais e internacionais do gênero adulto contemporâneo e mantém o DNA da BandNews FM: jornalismo ágil e de qualidade”, conta o vice-presidente de rádio. “A BandNews FM Maringá vai transmitir os principais noticiários nacionais da emissora, como o Jornal da BandNews, com Ricardo Boechat, Carla Bigatto e Eduardo Barão; o BandNews no Meio Dia, com Carla Bigatto e Felipe Bueno e o É da Coisa, com Reinaldo Azevedo, André Coutinho, Alexandre Bentivoglio e Maiara Bastianello. Os principais colunistas da BandNews FM, como Monica Bergamo, José Simão, Dora Kramer, Rosely Sayão e Milton Neves, também estarão na programação dos municípios menores”, diz Mario. A essas atrações de veiculação nacional, o grupo acrescenta a cobertura do noticiário local, além da produção de programas e conteúdos próprios para a região.

Embora seja diferente do modelo de programação criado pelo grupo há mais de uma década, a “nova” BandNews FM não terá marca e nem nomenclatura diferente da emissora principal. Em Maringá, a programação será transmitida na frequência 105,7 FM. A escolha da cidade paranaense se deu pela captação da oportunidade e demanda pelo conteúdo de rádio no local.

O Grupo Bandeirantes está definindo um cronograma de expansão para lançar outras emissoras sob esse formato. Mario Baccei conta que a próxima localidade escolhida para receber o modelo é o interior de São Paulo. “Estamos em negociações avançadas”, antecipa. Além da expansão do formato híbrido, o Grupo Bandeirantes também quer ampliar o alcance da BandNews tradicional, com programação 100% jornalística. Mario revela que, nos próximos três meses, outras três capitais do Nordeste deverão contar a presença da rádio. “Nosso foco sempre é a notícia. Acredito que a estreia em Maringá nos levará a dezenas de outras cidades que estejam precisando de jornalismo nacional ágil e de qualidade. Estamos atendendo a uma demanda do mercado”, afirma o executivo.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • BandNews FM

  • Grupo Bandeirantes

  • Mario Baccei

  • música

  • Notícias

  • rádio

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”