Conteúdo suplanta propaganda, diz IBM

Buscar
Publicidade

Comunicação

Conteúdo suplanta propaganda, diz IBM

Estudo com CMOs norte-americanos indica necessidade de especialização para entrega de conteúdo em diversos canais


8 de setembro de 2015 - 3h11

 Mais da metade dos anunciantes planeja aumentar o orçamento de marketing, e o conteúdo é o responsável pela maior parte desse crescimento, de acordo com um estudo realizado pela IBM junto a membros do CMO Club, grupo que inclui heads de anunciantes norte-americanos de grande porte.
Os dados mostraram que 57% dos profissionais planejam aumentar o orçamento de marketing nos próximos três anos.

O desenvolvimento de conteúdo será responsável pela maior porção do bolo de marketing (13,3%), seguido pela propaganda tradicional (11,5%). Outras áreas de investimento serão publicidade online (11,1%), eventos (10,9%), criação de sites (10,5%) e relações públicas (9,6%).

“A publicidade não é mais a rainha. O atual rei é a geração de conteúdo, atraindo os maiores investimentos. Isso faz sentido quando pensamos no conteúdo como coração da conversa que interliga os estágios da jornada do comprador e a experiência de engajamento”, concluiu o estudo.

Mas há um detalhe importante para os entusiastas do conteúdo. A IBM diz que a maioria dos CMOs entrevistados faz uma clara distinção entre conteúdo de qualidade e conteúdo de quantidade, privilegiando o primeiro tipo, evidentemente. “O número de canais e devices continuará a crescer, e cada um requer seu próprio tipo de conteúdo”, explica Jay Henderson, diretor de estratégia da IBM Commerce. Ou seja: é melhor pensar em poucos e bons conteúdos para cada plataforma, do que em ter inúmeras postagens no Facebook que não dizem nada.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Popeye’s distribuirá frango de graça para pessoas com menos de 1,55m

    Popeye’s distribuirá frango de graça para pessoas com menos de 1,55m

    Promoção, criada pela Africa, faz parte da campanha global da marca e distribuirá mini-filés para quem comprovar a altura

  • Maria Farinha adquire parte da produtora inglesa Violet Films

    Maria Farinha adquire parte da produtora inglesa Violet Films

    Objetivo da negociação é ampliar as possibilidades de produção que tenham apelo global