Anúncio sobre roubo de wi-fi rende punição à Netflix

Buscar

Comunicação

Publicidade

Anúncio sobre roubo de wi-fi rende punição à Netflix

Mensagem da plataforma, exibida em elevador, foi sustada pelo Conselho de Ética do Conar

Bárbara Sacchitiello
13 de dezembro de 2018 - 11h54

No final de outubro, um consumidor fez uma denúncia ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) a respeito do teor de uma mensagem da Netflix, que viu postada em um monitor instalado no elevador de um prédio residencial em São Paulo.

No anúncio, a plataforma de streaming dizia: “Hoje é dia de roubar o wi-fi do vizinho para maratonar”, como forma de convidar as pessoas a acompanhas seu cardápio de série. Por considerar que aquela mensagem incitava um ato ilegal, o consumidor fez uma denúncia ao Conar.

Na primeira semana de dezembro, o caso foi julgado pelo Conselho de Ética da entidade. Como defesa, a Netflix apresentou o argumento de que a linguagem do anúncio tinha “óbvio bom humor” e não uma incitação a qualquer irregularidade. Mesmo assim, o Conselho de Ética achou procedente a reclamação e recomendou a sustação do anúncio.

Nesse tipo de sentença, o anunciante tem de suspender imediatamente a veiculação da mensagem publicitária (caso ela ainda esteja sendo exibida em qualquer meio de comunicação) e não pode voltar a exibi-la.

O humor e as piadas são elementos característicos das ações publicitárias da Netflix. No Brasil, a plataforma já colocou diversas celebridades em situações inusitadas para divulgar suas séries. Gretchen, Xuxa, João Kleber, Fabio Jr e Inês Brasil foram algumas delas. Relembre:

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”