Marcas discutem transparência no esporte

Buscar

Marketing

Publicidade

Marcas discutem transparência no esporte

Grupo de trabalho reúne mais de 20 empresas para definir regras de patrocínio a entidades esportivas


28 de setembro de 2015 - 9h45

Um grupo de mais de 20 empresas discute regras para patrocínios de entidades esportivas. O Pacto do Esporte é uma parceria entre a organização Atletas pelo Brasil, Instituto Ethos e LIDE Esporte, com apoio do Mattos Filho Advogados.

Integram o grupo de trabalho: Aché Laboratórios, Ambev, ÁPICE – Associação pela Indústria e Comércio Esportivo, Banco do Brasil, Bradesco, BRF, Centauro, Coca-Cola, Construtora Passarelli, Correios, Decathlon, Ernst&Young, Estácio, Gol Linhas Aéreas Inteligentes, Itaú Unibanco, Johnson&Johnson, McDonald’s, Nestlé, P&G, Pão de Açúcar, Somos Educação, TAM, TetraPak, Vivo e Volkswagen do Brasil.

Em nota publicada no site do Atletas pelo Brasil, Daniela Castro, diretora-executiva da instituição, destaca o que as marcas devem reinvindicar no pacto. “As empresas integrantes estão em sintonia com a sociedade brasileira, que pede mais gestão e transparência no esporte. O acordo trará melhorias ao mercado esportivo, ao trabalho dos atletas, bem como resultados e benefícios ao público que gosta de esporte”, afirma Daniela.

De forma prática, o Pacto pelo Esporte definirá um conjunto de regras para que as entidades esportivas obtenham patrocínio. É uma iniciativa voluntária, autorregulada e tem como objetivos apoiar a melhoria da gestão das entidades esportivas, estabelecer segurança para os patrocínios e definir regras e mecanismos para promover integridade, transparência e gestão eficiente. O pacto está em fase final de elaboração e ainda aberto à participação de novas empresas.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”