De visual novo e liberado em São Paulo

Buscar

Marketing

Publicidade

De visual novo e liberado em São Paulo

Uber muda identidade visual e símbolos para refletir sua expansão para além dos transportes pessoais


3 de fevereiro de 2016 - 12h01

O aplicativo de transportes Uber está de cara nova. A empresa apresentou na terça-feira, 2, a mudança de sua identidade visual e de seus símbolos. No mesmo dia, o Tribunal de Justiça de São Paulo liberou, em caráter liminar, a atuação do Uber em São Paulo. A decisão é contrária às medidas restritivas adotadas pelo poder municipal, que chegou a criar uma nova categoria de táxis.

Inspirado em átomos e bits, o trabalho inclui novo logo e ícone para os apps de passageiros e motoristas, além de layouts especiais dependendo de cada região do mundo e novas animações para o aplicativo . Atualmente, o app está presente em 400 cidades de 68 países nas áreas de transportes de pessoas, comida e encomendas.

“Essa mudança não aconteceu da noite para o dia. Há quase dois anos Shalin Amin e eu começamos uma jornada para atualizar o Uber para que ele pudesse representar melhor o que está se tornando. O aspecto único do Uber é que nós existimos no mundo físico. Quando você aperta um botão em seu telefone, um carro se move na cidade e aparece onde você está. Nós existimos no lugar onde bits e átomos se reúnem. Isso é Uber. Nós não somos apenas tecnologia, mas a tecnologia que move as cidades e os seus cidadãos”, disse Travis Kalanick, CEO e cofundador, em comunicado.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”