Livraria Cultura se posiciona sobre casos de assédio moral

Buscar

Marketing

Publicidade

Livraria Cultura se posiciona sobre casos de assédio moral

"Convidamos você a refletir sobre tudo o que lê", rebate empresa em relação a críticas de ex-funcionários


25 de abril de 2019 - 19h29

Esta semana começou a circular uma reportagem do site Passa Palavra com depoimentos de três ex-funcionários de diferentes unidades da Livraria Cultura relativos ao período entre 2013 e 2016 sobre perseguições, abusos morais, cultura do medo, restrição a direitos trabalhistas em processos de demissão dos funcionários, falta de transparência e humilhação, inclusive por parte de Pedro Herz, o dono da Livraria Cultura.

 

Empresa é acusada de reduzir quadro de funcionários e explorar os trabalhadores (Crédito: Reprodução/Livraria Cultura)

Segundo um dos entrevistados, os problemas começaram quando o Itaú virou acionista da empresa, em 2012. A partir disso, houve diminuição e ausência de transparência em relação ao cálculo dos salários, corte de funcionários, inclusive dos que questionavam os números da folha de pagamento ou se manifestavam sobre condições de trabalho. Posteriormente à matéria do Passa Palavra, nesta quinta-feira, 25, a Veja São Paulo publicou uma reportagem em  que ouviu ex-funcionários cujas histórias corroboram a primeira reportagem, mas não cita o banco como desencadeador dos problemas.

Em vista da repercussão dos casos, a Livraria Cultura divulgou na noite desta quinta-feira um comunicado lamentando as declarações sobre a empresa e sugerindo que o leitor reflita sobre o que lê. No posicionamento, a Livraria Cultura não nega as acusações, mas se defende, dando sua versão sobre o ambiente de trabalho nas livrarias da rede. Confira o comunicado na íntegra:

“Estamos muito tristes com as declarações que têm sido feitas sobre a nossa empresa.

Temos muito orgulho da Livraria Cultura. Nossa equipe é maravilhosa e nossas lojas são lindas. Somos um time que gosta de trabalhar muito e continuaremos fazendo isso para entregar conhecimento e cultura para os brasileiros, além de um serviço incrível.

Valorizamos todas as pessoas, a diversidade e a liberdade de expressão, por isso lamentamos as distorções, mas respeitamos o direito de cada um dizer o que pensa. Nossas portas estão abertas para receber os clientes e também os críticos dispostos a nos conhecerem de perto. E convidamos você a refletir sobre tudo o que lê”.

**Crédito da imagem no topo: Patrick Tomasso/Unsplash

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • posicionamento

  • Polêmica

  • trabalho

  • veja São Paulo

  • Livraria Cutura

  • Condições Trabalhistas

  • Passa Palavra

  • Comunicado

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”