Estado de Minas e Twitter apoiam Tinga

Buscar

Mídia

Publicidade

Estado de Minas e Twitter apoiam Tinga

Veículos e rede social mostram solidariedade ao jogador do Cruzeiro, vítima de racismo durante uma partida contra time peruano


14 de fevereiro de 2014 - 12h40

A atitude preconceituosa da torcida do Real Garcilaso contra o jogador Tinga, do Cruzeiro, gerou uma onda de indignação, entre fãs ou não do futebol.

O Twitter e os jornais Estado de Minas e Diário de Pernambuco foram utilizados para mostrar apoio ao atleta e repúdio ao episódio de racismo que Tinga vivenciou durante a partida da Libertadores, na quarta-feira, 12.

Desde o jogo, a hashtag #FechadoComOTinga ainda se mantém entre os assuntos mais comentados na rede social. Além da frase, o Twitter serviu para que mensagens solidárias fossem enviadas por personalidades e jogadores, como a presidente Dilma Rousseff, Neymar e Ronaldinho Gaúcho. A CBF também se posicionou a favor do atleta e compartilhou em seu perfil uma imagem que representa a igualdade das pessoas.

Nesta sexta-feira 14, o jornal Estado de Minas aderiu à campanha de apoio e estampou em sua capa a frase: “Eu sou cruzeiro. Eu sou galo. Eu sou coelho. Eu nem gosto de futebol. Todos somos Tinga”. Já o Diário de Pernambuco colocou a imagem do jogador e a hashtag. Veja as capas abaixo: 

wrapswrapswraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”