Festival foca participação de mulheres no audiovisual

Buscar

Mídia

Publicidade

Festival foca participação de mulheres no audiovisual

Prêmio Cabíria, que este ano terá novas categorias, se desdobra em evento que acontecerá em novembro, no Rio Janeiro

Teresa Levin
23 de agosto de 2019 - 12h26

A ideia de ter um espaço mais fértil para o encontro de realizadores, atores e players do mercado para debater a questão da igualdade de gêneros no audiovisual levou a um desdobramento do Prêmio Cabíria. Com isso, o Rio de Janeiro receberá em novembro a primeira edição do Cabíria Festival – Mulheres & Audiovisual, que terá uma programação com debates, painéis, exibição de filmes e outras atividades, sempre voltadas a discussão da participação da mulher no mercado audiovisual.

“Conciliamos propostas um pouco mais pragmáticas com a relação da mulher dentro da cadeia produtiva do audiovisual. E dessa forma também tornamos o prêmio mais relevante, como um selo”, detalha Vânia Matos, produtora executiva do festival. Além de ser um espaço de debates, a ideia é que o evento estimule o crescimento quantitativo e qualitativo do protagonismo feminino nas telas e atrás das câmera. Em sua programação, ele também irá oferecer ao público o contato com obras de cineastas mulheres.

Ao mesmo tempo em que anuncia o desdobramento em um festival, o Cabíria inova em sua premiação em 2019. Lançado em 2015 com uma única categoria, de roteiros de longa de ficção, a partir deste ano ele também prestigiará os melhores roteiros de argumento infanto-juvenil e piloto de série. As inscrições para o Prêmio Cabíria já estão abertas. Ele conta com o apoio do Instituto Olga Rabinovich – Projeto Paradiso, Maquinário Narrativo, Tertúlia Narrativa, FRAPA, ROTA (Festival de Roteiro Audiovisual), Olhar Distribuição e Embaixada da França no Brasil.

 

Publicidade

Compartilhe