Criança Esperança estende campanha às marcas da Globo

Buscar

Mídia

Publicidade

Criança Esperança estende campanha às marcas da Globo

Com pedidos de doações às empresas, campanha reúne grupo de empresas solidárias e terá desdobramentos no digital e canais pagos

Bárbara Sacchitiello
25 de setembro de 2020 - 17h47

(Crédito: Reprodução)

A 35ª edição da campanha do Criança Esperança terá algumas diferenças em relação aos anos anteriores. É a primeira vez que o Show da Esperança, principal momento da campanha, não terá apresentações musicais ao vivo e nem uma grande quantidade de atores, atrizes e apresentadores da emissora no palco.

A pandemia da Covid-19, que trouxe à TV novos protocolos para a gravação de atrações, também obrigou a campanha solidária a rever seu formato. Habituada a, anualmente, pedir a contribuição financeira dos espectadores, dessa vez a campanha deixará a responsabilidade das doações somente às empresas. Ao público, o pedido é para que sejam postadas mensagens de esperança nas redes sociais. Toda a arrecadação financeira será encaminhada a 111 projetos sociais, escolhidos junto à Unesco.

“A cada ano, a campanha tem a tarefa de se reinventar e, neste ano, ao lidar com todo o contexto do País, ela se reinventa ao convocar empresas para assumirem o desafio de fazer as doações. Ao longo do ano, a solidariedade esteve presente de maneira muito forte por parte das empresas, que fizeram diversas doações e ações em torno da pandemia. Achamos que era interessante dar continuidade a esse contexto de solidariedade”, explica Beatriz Azeredo, diretora de valor social da Globo.

Como forma de ampliar a participação das empresas no Criança Esperança, a área comercial da Globo também formatou diferentes oportunidades de inserção para as marcas. Além das cotas de patrocínio (duas, já foram adquiridas pela Unilever: a cota máster ficou com Omo e, outra, com Seda), o Criança Esperança também contará com um grupo de Empresas Solidárias. Com inserções regionais, essas companhias também irão contribuir para a campanha. São elas: Bradesco, Nidobox, Brilux, Sicoob Centro Brasileira, Grupo Ser Educacional, Pipoca Boku’s e Armazém Paraíba. “O papel do patrocinador é nos ajudar mostrando que apoia a causa e reforçando o chamado para um projeto tão relevante”, pontua Manzar Feres, diretora comercial da Globo.

Pela primeira vez realizada após a unificação das empresas Globo em um único pilar, a campanha do Criança Esperança terá ativações nas redes sociais dos canais digitais da Globo e também do GNT, Multishow e Gloob. Também como forma de aquecer a audiência para a campanha deste ano, o canal Viva vem exibindo reprises de shows do Criança Esperança de anos anteriores.

Nesse fim de semana, o elenco da emissora irá participar do Mesão da Esperança, convidado o público a compartilhar suas mensagens de esperança pelas redes sociais. Pela primeira vez, o Mesão será virtual, exibido ao longo da programação da Globo. Na segunda-feira, 28, acontece o Show da campanha, que será realizado dos Estúdios Globo e terá as presenças de Fátima Bernardes, Luis Roberto, Tiago Leifert, Jessica Ellen, Luciano Huck e Maju Coutinho, além de Pedro Bial, Serginho Groisman e Ana Maria Braga. Serão exibidas apresentações musicais à distância e todo o show será transmitido simultaneamente no Globoplay, com compactos no Multishow e Gloob.

Publicidade

Compartilhe