Elon Musk diz que compra do Twitter está suspensa temporariamente

Buscar
Publicidade

Mídia

Elon Musk diz que compra do Twitter está suspensa temporariamente

Bilionário afirma que, para concluir a aquisição, rede social precisa provar que contas fake correspondem a menos de 5% da base total de usuários


13 de maio de 2022 - 8h58

(Crédito: Shutterstock)

Atualizada às 11h

Na manhã desta sexta-feira, 13, Elon Musk usou o Twitter para dizer que a compra da plataforma está temporariamente suspensa.

Segundo o bilionário, a continuidade do acordo está dependendo da confirmação, por parte da rede social, de que o total de contas falsas e e robôs correspondam a menos de 5% da base total de usuários da plataforma. Assim que Musk anunciou a suspensão, o valor das ações do Twitter despencaram.

No começo de maio, o Twitter havia divulgado que as contas de spam ou falsas representavam menos de 5% do total de usuários ativos. Esses perfis fake não são, portanto, contas aptas a receberem publicidade, algo primordial para os negócios do Twitter. Musk deixou claro, em alguns posicionamentos, que pretendia reduzir drasticamente esses perfis considerados falsos.

Algum tempo depois da publicação, o bilionário voltou ao Twitter para dizer que “ainda está comprometido com o negócio”.

Compra bilionária

Há alguns dias, o sócio da Tesla e homem mais rico do mundo havia anunciado que levantou US$ 7,1 bilhões em investimentos para respaldar a compra da rede social. Entre as empresas que teriam apostado na empreitada de Musk estão, de acordo com documento revelado no último dia 5, estão a Binance, da área de criprtomoedas, além dos fundos Brookfield Asset Management, Fidelity Management & Research e Qatar Holding.

No dia 25 de abril, o Twitter anunciou que aceitava a oferta de compra feita por Musk, de US$ 44 bilhões. Até o momento, a rede social não se manifestou a respeito da suspensão temporária da negociação por parte do bilionário.

Publicidade

Compartilhe

Veja também