Folha fecha ainda mais acesso

Buscar
Publicidade

Mídia

Folha fecha ainda mais acesso

Jornal endurece as regras de seu paywall; a partir de agora, leitor poderá ler apenas 20 e não mais 40 notícias gratuitamente


1 de abril de 2013 - 8h26

Os leitores que acessam o conteúdo da Folha de S.Paulo pela internet e que não querem pagar nada por isso terão ainda mais dificuldades a partir de agora. Na edição desta sexta-feira, 1 de março, o jornal anuncia que alterou algumas regras de seu modelo se paywall, implementado em junho do ano passado.

Até então, qualquer leitor poderia acessar até 20 notícias da Folha livremente, a cada mês. A partir daí, o sistema pediria o cadastro de alguns dados para que ele tivesse acesso a outras 20 notícias, também de forma gratuita. Somente a partir da notícia número 41 passaria a valer a cobrança.

Agora a restrição é maior. São apenas dez notícias gratuitas até que seja pedido o cadastro. Depois, o leitor poderá ler apenas outras dez e, a partir da vigésima, já inicia-se a cobrança. Para os assinantes da versão impressa do jornal, o acesso continua ilimitada.

Para justificar a mudança, a Folha ressalta que foi o primeiro jornal brasileiro a adotar o modelo de paywall – estratégia que, posteriormente, foi seguida pelo Zero Hora e pela Gazeta do Povo – e ressaltou que no New York Times, que popularizou o sistema de paywall, são liberadas apenas dez noticias de graça por mês. 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Placar e Centauro se unem para transmissão da Copa América

    Placar e Centauro se unem para transmissão da Copa América

    Com imagens, empresas levarão sinal para plataformas, além de contar com influenciadores para amplificar o conteúdo

  • Qual é a importância das métricas de atenção?

    Qual é a importância das métricas de atenção?

    Pesquisa da DoubleVerify revela que metade dos compradores de mídia na América Latina planejam integrar métricas de atenção em suas estratégias