Caboré: Agência do Ano

Buscar

Comunicação

Publicidade

Caboré: Agência do Ano

Agência repete feito de 2005, vencendo desta vez Leo Burnett Tailor Made e Y&R

Felipe Turlao
4 de dezembro de 2012 - 10h49

Em sua segunda indicação, a Africa conquista seu segundo Caboré na categoria Agência de Comunicação. Repetindo o feito de 2005, a agência deixou para trás a Leo Burnett Tailor Made, que obteve sua primeira indicação e a Y&R, que também havia perdido para a concorrente em 2005, em seu outro apontamento como finalista.

Aos dez anos, a Africa passa por um momento de maturidade. Seu um time criativo tem colocado trabalhos bem-sucedidos na rua. No primeiro semestre, foi responsável por dois dos comerciais mais vistos no País: “Bebê”, do Itaú, que levou para a TV um fenômeno da internet, e “Vai amarelar”, campanha para a Gillette com ídolos do UFC (um dos vídeos com mais views no YouTube brasileiro). Essas ideias tiveram participação de uma unidade de pesquisa de tendências do planejamento. Além disso, a Africa conquistou as contas da Embraer e da rede de idiomas Wizard. Viu também crescer a participação em clientes que já atendia: dona da conta da Brahma, ela passou a cuidar de Budweiser desde sua chegada ao Brasil, em 2011. O mesmo aconteceu com o UOL, portal do Grupo Folha, dono do já cliente Folha de S.Paulo. E passou ainda a cuidar das ações de merchandising de todas as marcas da P&G. Em 2005, a Africa levou o Caboré, que disputou com a então Giovanni, FCB e a Y&R.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”