Conar condena filme da Renault sobre nordestinos

Buscar

Comunicação

Publicidade

Conar condena filme da Renault sobre nordestinos

Apesar da decisão, o próprio anunciante já havia retirado o vídeo das redes sociais em setembro

Bárbara Sacchitiello
6 de outubro de 2017 - 11h06

(Crédito: Reprodução)

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) determinou que a Renault altere a campanha “Renografias III – Viajar Quebra Preconceitos”, que gerou uma grande polêmica nas redes sociais no mês de agosto. Bem antes da decisão do Conselho, no entanto, o próprio anunciante já havia retirado a campanha do ar.

Publicado nos perfis da Renault Brasil no Facebook, Twitter e Youtube, o vídeo tinha como título “Nordestino São Preguiçosos”. Nas cenas, um rapaz aparecia passeando por pontos turísticos do Nordeste e reclamava que não podia conhecer mais lugares porque todo o comércio estava fechado. Nesse momento, o rapaz dizia a frase “a gente sabe que nordestino não gosta de trabalhar”. Em seguida, o personagem era surpreendido ao olhar um comentário em seu celular e perceber que era domingo – fato que explicaria o comércio fechado naquele momento.

Assim que a campanha entrou no ar, a marca de automóveis recebeu muitas críticas e acusações de ter – ao contrário do que o título da ação insinua – perpetuado estereótipos sobre determinadas regiões do País.

Diante da repercussão negativa, a própria Renault decidiu tirar a campanha do ar alguns dias depois. Pela decisão do Conar, divulgada nessa quinta-feira, 5, em reunião do Conselho de Ética, a Renault pode voltar a veicular a campanha desde que sejam feitas alterações no filme, de acordo com o determinado pelos membros do Conselho. A marca não divulgou o nome da agência responsável pela peça.

No início de setembro, na ocasião da polêmica, a marca divulgou um comunicado informando que havia retirado o comercial das redes sócias em respeito às pessoas que se sentiram ofendidas com a mensagem. ““Em respeito às pessoas que se sentiram ofendidas com o material, por terem entendido a campanha em sentido contrário ao originalmente proposto, a Renault retirou do ar os vídeos ainda no domingo, menos de 24 horas após eles terem sido veiculados. A empresa reitera seu total respeito e admiração não apenas aos cidadãos do Nordeste, mas por todos os brasileiros e pelo Brasil, país onde orgulhosamente produz desde 1998”, disse a marca, na ocasião.

Embora a Renault tenha retirado o filme do ar, algumas pessoas voltaram a postar a peça no YouTube. Assista:

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”