5 razões para investir em publicidade nativa

Buscar

Mídia

Publicidade

5 razões para investir em publicidade nativa

Guga Mafra, CEO da Boo-Box/FTPI, indica as potencialidades do Native Advertising como contexto, performance e influência


15 de janeiro de 2016 - 8h17

A publicidade nativa, ou Native Advertising, no termo mais utilizado pelo mercado, ainda esbarra em vários pré-conceitos e na dificuldade de compreensão de suas potencialidades.

A questão, entretanto, é que a publicidade nativa deverá ter sido responsável por um faturamento de mais de US$ 4 bilhões, em 2015, no mercado americano, alta de 34% em relação a 2014, de acordo com o eMarketer. A estimativa é que, até 2018, a publicidade nativa chegue a US$ 8,8 bilhões.

Guga Mafra, CEO da Boo-Box/FTPI, dá cinco dicas de como investir em publicidade nativa e destaca o valor de cada formato.

1) Native Advertising é CONTEÚDO
E é conteúdo que faz as pessoas ligarem seus computadores e telefones. Mas faça do jeito certo: publique um conteúdo que seja de fato interessante (e não uma lista de features do seu produto) e em veículos onde isso faça sentido (e não só em blogs de humor).

2) Native Advertising ganha pelo CONTEXTO
Contexto é uma das premissas básicas da publicidade (ainda mais da publicidade online), mas a gente fica tão focado em performance e alcance que acaba deixando isso de lado. Native advertising resgata isso e é puro contexto. Mas faça do jeito certo: utilize manchetes ao invés de slogans. Como dito no primeiro item, native advertising é conteúdo.

3) Native Advertising é PERFORMANCE
Native adverstising é diferente de branded content que é diferente de content marketing. As três coisas têm intersecções, mas existe uma grande parte de opções de native advertising que podem ser compradas de forma programática. Mas faça do jeito certo: Se você comprou para performance, mensure como performance: faça teste A/B, tenha KPIs, ROI e tudo mais que sua agência de performance ou seu departamento de e-commerce precisa.

4) Native Advertising é MOBILE
O melhor lugar para você falar com seu consumidor é no telefone dele, seja em texto, áudio ou vídeo. E a melhor maneira de você aparecer no telefone do seu consumidor é dentro dos aplicativos que ele utiliza. Mas faça do jeito certo: coloque sua mensagem completa na peça. Não obrigue seu usuário a clicar num link e ir para o seu site para ele entender o que você quer mostrar.

5) Native Advertising é INFLUÊNCIA

Essa é a cereja do bolo. Ao invés da sua mensagem no seu banner ser dita por você, pode estar na boca do veículo onde você comprou o espaço. E isso faz grande diferença porque essa é a voz que o consumidor pegou o telefone dele para ouvir. Mas faça do jeito certo: crie uma mensagem que, de fato, faça sentido na voz do influenciador. E nunca faça isso de forma velada. O seu consumidor tende a se engajar muito mais na sua campanha se você for verdadeiro com ele.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”