Circulação digital de jornais cresce no Brasil

Buscar

Mídia

Publicidade

Circulação digital de jornais cresce no Brasil

Segundo IVC, Folha lidera nos números totais e no digital; no impresso, Super Notícia é o primeiro

Igor Ribeiro
29 de janeiro de 2016 - 3h38

A Folha de S.Paulo foi o jornal mais lido em 2015, segundo a média diária de janeiro a dezembro.

Dados do Instituto Verificador de Comunicação apontam que, somados impresso e digital, o veículo teve circulação média de 355,9 mil exemplares.

Ainda na conta total, o jornal paulistano é seguido por O Globo (311,2 mil); e Super Notícia (295,6 mil). Se calculada só a média de circulação impressa, em primeiro lugar vem o mineiro Super Notícia (249,3 mil); com Globo (193,1 mil) e Folha (189,2 mil) na sequência. Se contados só digitais, a Folha é novamente destaque, com 146,6 mil; seguida por Globo (118,1 mil) e Estadão (78,4 mil).

Apesar da liderança, a Folha teve queda no decorrer do ano, tanto no digital (menos 16,3% de exemplares, em média, na comparação de janeiro com dezembro), quanto no impresso (menos 14,1%). O Estadão e o Estado de Minas também tiveram recuo em circulação digital no período, caindo cerca de 14,4% e 11,2%, respectivamente. Boa parte dos outros veículos teve alta no digital, com destaque para o Correio Braziliense (crescimento de 88,4%, na comparação de janeiro com dezembro); Valor Econômico (38,8%); Zero Hora (32,2%) e Super Notícia (20,8%). No geral, a circulação impressa caiu em todos os segmentos.

wrapswraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”