Após 21 anos, Eduardo Lima deixa F/Nazca S&S

Buscar

Comunicação

Publicidade

Após 21 anos, Eduardo Lima deixa F/Nazca S&S

O sócio Fabio Fernandes reassume a liderança exclusiva do dia-a-dia da criação na agência

Felipe Turlao
10 de agosto de 2015 - 6h15

Eduardo Lima, diretor-geral de criação da F/Nazca S&S, está deixando a agência após 21 anos – ele trabalhava na empresa desde sua fundação, em 1994. O redator vai passar uma temporada em Los Angeles.

O sócio Fabio Fernandes reassume a liderança exclusiva do dia-a-dia da criação da agência. A ele, responderão os diretores de criação Theo Rocha, Rodrigo Castellari e Pedro Prado.

Na última grande movimentação na criação da F/Nazca, ocorrida em 2013, Lima assumiu a direção-geral do setor, ao lado de Fernandes, em movimento que promoveu Castellari e Prado à direção de criação.

O redator foi presidente do Clube de Criação de São Paulo (CCSP) em dois mandatos, entre 2009 e 2013 – sendo sucedido por Fernando Campos. Em 2012, lançou o novo formato do Festival do CCSP, que passou a apresentar palestras sobre temas do mercado, ampliando seu alcance e dialogando com outros setores.

Na F/Nazca, esteve na linha de frente de grandes campanhas, incluindo as recentes "100", para Leica, vencedora do primeiro e único Grand Prix para o Brasil na categoria Film Lions, e "Xixi no Banho", para SOS Mata Atlântica, que faturou uma Prata em Titanium, na primeira vez que uma agência do País foi premiada na categoria.

Nos 21 anos de agência, Lima contribuiu para feitos como o de Agência do Ano no Festival de Cannes, em 2001. A F/Nazca S&S também ganhou o Prêmio Caboré de 1999 na categoria Melhor Agência.

A agência enviou comunicado se posicionando sobre a saída de Eduardo Lima:

A F/Nazca Saatchi & Saatchi despede-se de Eduardo Lima. Depois de 21 anos na agência, o co-diretor geral de criação parte para uma temporada em Los Angeles, onde pretende se dedicar por um tempo exclusivamente à família.

Fabio Fernandes volta a acumular sozinho a Direção Geral de Criação, cargo que vinha dividindo com Edu nos últimos 2 anos. Rodrigo Castellari, Pedro Prado e Theo Rocha seguem atuando como diretores de criação e voltam a se reportar apenas ao Fabio.

“Eu só tenho coisas boas para dizer do Edu, uma mistura de filho e irmão pra mim. E quem acha que isso não é possível de existir é porque não sabe como é viver e trabalhar aqui. Agradeço imensamente o coração e a razão que o Edu, generosa e visceralmente, nos emprestou nos últimos 21 anos. E mesmo que pouca coisa mude no dia a dia da agência, sei que a nossa primeira segunda-feira sem ele será, no mínimo, menos alegre que todas as outras." revela Fabio Fernandes. "Pessoal e profissionalmente, a falta que ele fará para mim e para todos na F/Nazca será tão grande quanto o seu talento. E isso não se repõe através de outras ou novas pessoas, porque ninguém é igual a ninguém em suas qualidades e nos seus eventuais defeitos. Perdas como essa só se repõem com mais de nós mesmos. Com mais trabalho, mais vontade, mais paixão: que é o que cultivamos uns nos outros aqui dentro, todos os dias".

Eduardo despede-se dos amigos ainda nesta semana declarando: “Eu e o Fabio nos misturamos e a história está aí pra provar que vale acreditar num ideal e ir contra o estabelecido. Chegamos à última fronteira: o GP de Filme em Cannes. Fomos longe. Agora eu também irei longe”.
 

wraps

Publicidade

Compartilhe